Mercado abrirá em 7 h 45 min
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,58
    -0,49 (-0,68%)
     
  • OURO

    1.806,70
    +4,90 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    38.318,70
    +3.869,73 (+11,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    917,62
    +123,89 (+15,61%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    26.507,09
    -814,89 (-2,98%)
     
  • NIKKEI

    27.846,58
    +298,58 (+1,08%)
     
  • NASDAQ

    15.084,00
    -14,00 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1233
    +0,0017 (+0,03%)
     

Trabalhadores da GM em SP aceitam suspensão de contratos após garantia de estabilidade

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - Metalúrgicos da General Motors em São José dos Campos (SP) aceitaram nesta quinta-feira suspensão de contratos de trabalho de até 250 trabalhadores da unidade depois que a montadora concordou em dar estabilidade de emprego para todos os funcionários da fábrica.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, os contratos de até 250 funcionários da fábrica serão suspensos entre 12 de julho e 25 de agosto, com o período podendo ser prorrogado. Pela legislação atual, a suspensão dos contratos pode ser feita por até 120 dias.

A entidade afirmou que a proposta inicial apresentada pela montadora não trazia a garantia da estabilidade para todos da fábrica, prevendo o benefício apenas para os que estivessem com o contrato suspenso. A inclusão foi uma exigência da categoria.

A montadora afirmou que a necessidade de suspensão dos contratos ocorre diante da falta de peças que atinge o setor automotivo. Nessa semana, a associação de montadoras, Anfavea, citou problema de escassez de componentes eletrônicos para a montagem dos veículos pelo setor, algo que poderá começar a ser resolvido somente a partir de meados do ano que vem.

A fábrica da GM em São José dos Campos produz a picape S10 e o utilitário Trailblazer e possui cerca de 3.800 trabalhadores, afirmou o sindicato.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos