Mercado fechado

Trabalhadores da Ansa aprovam proposta da Petrobras para a hibernação da planta de fertilizantes

Rodrigo Polito

A proposta ampliou os benefícios aos petroleiros contratados pela Ansa e que serão desligados Os trabalhadores da Araucária Nitrogenados SA (Ansa) aprovaram na última terça-feira a proposta da direção da Petrobras, no âmbito da hibernação da fábrica de fertilizantes do Paraná, em assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Petroquímicas do Estado do Paraná (Sindiquímica-PR).

A proposta, apresentada em audiência mediada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) na semana passada, mantém a decisão de fechar a unidade e demitir os trabalhadores da fábrica, mas ampliou os benefícios aos petroleiros contratados pela Ansa e que serão desligados.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) declarou apoio à decisão dos empregados da Ansa.

O impasse sobre a hibernação da planta de fertilizantes e a consequente demissão dos trabalhadores da Ansa foi o principal motivo da greve iniciada pelos petroleiros em 1º de fevereiro e que foi suspensa no último dia 19, após a reabertura de negociações com a Petrobras, mediada pelo TST. Segundo a FUP, o movimento teve a adesão de mais de 21 mil petroleiros de todo o país.