Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.507,53
    +2.596,45 (+4,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Toyota e-Palette: conheça o ônibus que circula sem motorista nas Olimpíadas

·3 minuto de leitura
Toyota e-Palette: conheça o ônibus que circula sem motorista nas Olimpíadas
Toyota e-Palette: conheça o ônibus que circula sem motorista nas Olimpíadas

O mundo inteiro está de olho nas Olimpíadas em Tóquio, no Japão, e a Toyota sabe bem disso. Como forma de mostrar o poder tecnológico local, a montadora colocou os ônibus autônomos e-Palette para transportar os atletas dentro da Vila Olímpica. Os veículos, claro, chamam muito a atenção, pois são extremamente hightech, elétricos e embutidos com um sistema de direção sem motorista nível 4 – segunda maior da classificação de segurança e “verdadeira autonomia”, conforme o National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA).

Com capacidade de transporte de 20 passageiros e quatro cadeiras de rodas, visto que o modelo também será utilizado durante as Paralimpíadas, o e-Palette conta com autonomia de até 150 quilômetros e tecnologia de movimentos para aceleração e frenagem suaves. De acordo com a marca japonesa, o objetivo é passar a sensação de que há um motorista no controle do veículo, e não que é um veículo robotizado.

e-Palette é o ônibus da Toyota que circula sem motorista nas Olimpíadas. Imagem: Cortesia da Toyota
e-Palette é o ônibus da Toyota que circula sem motorista nas Olimpíadas. Imagem: Cortesia da Toyota

Além de contar com direção autônoma, o ônibus das Olimpíadas detecta outros automóveis e pedestres ao redor e realiza frenagem automática, caso seja necessário. Mesmo sem a necessidade de um condutor, cada um dos 20 modelos disponibilizados pela Toyota terá um operador a bordo por segurança, para possível intervenção em casos de emergências.

O Toyota e-Palette estreou no Consumer Electronics Show em janeiro de 2018, quando o presidente da Toyota, Akio Toyoda, anunciou a meta ousada da empresa de fazer a transição para uma marca “focada em mobilidade”. De acordo com o CEO, o ônibus sem motorista será usado nas Olimpíadas durante para aprimorar recursos práticos de “mobilidade como serviço” (MaaS) para que, em um futuro próximo, o modelo faça parte da frota oficial de veículos eletrificados.

Atletas das Olimpíadas usam ônibus autônomo Toyota. Imagem: Toyota/Divulgação
Atletas das Olimpíadas usam ônibus autônomo Toyota. Imagem: Toyota/Divulgação

Para completar, o comboio autônomo dos Jogos de Tóquio ainda é totalmente acessível e um exímio combatente contra a covid-19. Conforme a descrição da montadora, o e-Palette conta com tecidos e superfícies internas em material antiviral para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, além de corrimãos adaptáveis de acordo com a altura dos atletas. Piso e as alças internas foram pintados de cores contrastantes para melhorar a visibilidade de pessoas com deficiência visual. 

Ônibus das Olimpíadas quer testar tecnologia, mas com devida segurança

Parte do interior do “ônibus das Olimpíadas”; testes de tecnologia do e-Palette ocorrem, mas com segurança. Imagem: Toyota/Divulgação
Parte do interior do “ônibus das Olimpíadas”; testes de tecnologia do e-Palette ocorrem, mas com segurança. Imagem: Toyota/Divulgação

Alimentado por baterias recarregáveis, ​​os Toyotas e-Palette foram programados para realizar apenas viagens de baixa velocidade dentro da Vila Olímpica. A marca argumenta que a ação visa a segurança total dos atletas durante os testes de tecnologia. Os veículos podem atingir uma aceleração de, no máximo, 32 km/h.

Ainda para oferecer suporte à uma operação 100% segura, o sistema de direção automatizado do modelo – que inclui hardware de controle e sensores avançados, como câmeras e LiDAR – monitora constantemente os obstáculos em um campo de visão completo de 360 ​​graus ao redor do veículo, mesmo estacionado. Confira mais detalhes do e-Palette no vídeo abaixo:

Leia mais:

Fontes: Forbes e engadget

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos