Mercado fechado

Toyota Corolla Cross ganha registro no Brasil e será nacional em março

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
·3 minutos de leitura
Toyota Corolla Cross - Registro na Argentina
Toyota Corolla Cross - Registro na Argentina

Crossover médio terá motores 2.0 de 177 cv e 1.8 híbrido de 122 cv, com produção em Sorocaba (SP)

Após aparecer em registro na Argentina, chegou a hora do Toyota Corolla Cross ter seu design registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), publicado nesta terça-feira (13). O crossover será o primeiro SUV que a marca irá produzir no Brasil, fruto do investimento de R$ 1 bilhão na fábrica em Sorocaba (SP), onde irá dividir espaço com o Yaris e o Etios. A estreia, como antecipado por Motor1.com, acontecerá entre março e abril.

A imagem de registro do Toyota Corolla Cross não mostra nada que já não vimos do carro, apenas confirmando sua vinda ao país. Tanto é que a fabricante também pediu a proteção do desenho de toda a frente e dos faróis. O desenho será igual ao modelo global, que fez sua estreia na Ásia no início de julho.

Toyota Corolla Cross - Registro no Brasil
Toyota Corolla Cross - Registro no Brasil

Assim como foi na Argentina, o Corolla Cross usado no registro é a variante Hybrid Smart, que é a primeira da linha a usar o conjunto híbrido 1.8. Isso é identificado pelas rodas utilizadas, o único elemento visual que muda nas demais variantes – para mexer no design, seria necessário comprar um pacote de acessórios oferecido na Ásia.

Os desenhos não mostram a diferença de tamanho que o Corolla Cross brasileiro terá em relação ao global. Motor1.com ouviu de diversas fontes ligadas à marca que a versão nacional do crossover adotará os mesmos 2,70 metros de entre-eixos do Corolla, enquanto a variante asiática de 2,64 m. Isso dará uma diferença no espaço interno e estará mais de acordo com o gosto local. Outra mudança será a suspensão traseira independente, ao invpes do eixo de torção adotado na Tailândia. A expectativa é que o Corolla Cross feito aqui tenha cerca de 4,52 metros de comprimento, contra os 4,46 do modelo global.

Outra diferença estará na motorização. Nossas fontes dizem que o crossover seguirá o Corolla, adotando o 2.0 aspirado de 177 cv e o conjunto híbrido com um 1.8 aspirado e um motor elétrico, com 122 cv no total e já preparado para ser abastecido também com etanol. O sistema híbrido é igual na Ásia (embora sem ser flex), mas o 2.0 não é utilizado, com um 1.8 aspirado de 142 cv no lugar. A transmissão será a automática do tipo CVT em todos os casos.

Mais detalhes do Corolla Cross:

A apresentação do Toyota Corolla Cross acontecerá entre o final de março e começo de abril, sem sofrer atrasos por causa da pandemia, como foi com outros lançamentos de outras fabricantes. Nos bastidores, é dito que os preços devem ficar entre R$ 130 mil e R$ 170 mil, porém isso vai depender de como ficar a cotação do dólar. Nossas fontes também adiantam que a marca estuda um crossover compacto para o futuro, porém o projeto ainda não foi aprovado e deve esperar por uma melhora do mercado nacional.