Mercado fechará em 2 h 18 min
  • BOVESPA

    103.665,86
    -4.069,15 (-3,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.844,75
    -175,30 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,24
    +0,74 (+0,90%)
     
  • OURO

    1.796,60
    +14,70 (+0,82%)
     
  • BTC-USD

    61.242,79
    -2.197,38 (-3,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,22
    -45,81 (-3,05%)
     
  • S&P500

    4.542,70
    -7,08 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    35.652,13
    +49,05 (+0,14%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.328,00
    -150,75 (-0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6293
    +0,0483 (+0,73%)
     

Toyota compra empresa de software e prepara entrada no setor de carros autônomos

·2 minuto de leitura

A Toyota não quer ficar para trás e, de olho na movimentação dos concorrentes no segmento dos carros autônomos, também resolveu se mexer para não perder mercado no futuro. Nesta terça-feira (28), a montadora japonesa anunciou que a Woven Planet Holdings, subsidiária da marca no Vale do Silício, fechou a compra da Renovo Motors.

A empresa é especializada em software de sistema operacional automotivo, e a aquisição faz parte do plano da Toyota de investir na tecnologia para carros autônomos e, futuramente, projetar software e sistemas operacionais para que outras montadoras também possam utilizá-los.

“A aquisição da Renovo apoia o trabalho da Woven Planet na transformação da mobilidade mundial. Uma parte fundamental na entrega de nossa visão 'Mobilidade para Amar, Segurança para Viver' é habilitar os veículos mais programáveis ​​do planeta”, comentou Nikos Michalakis, vice-presidente sênior de plataforma de software, Woven Planet Holdings.

Segundo o executivo, isso poderá ser feito abrindo a programação do veículo para todos, simplificando o software e aumentando a frequência de implantação sem comprometer a segurança e proteção: ”A adequação técnica e cultural não poderia ter sido melhor e todos nós estamos ansiosos para trazer nossa experiência e tecnologia juntas para impulsionar uma nova era da tecnologia automotiva”.

Imagem: Reprodução/Renovo
Imagem: Reprodução/Renovo

Corrida contra o tempo

A Toyota chegou a ter uma experiência com carros autônomos durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, mas precisou suspender os testes após um atleta ter sido ferido por um dos veículos em um acidente. Agora, a ideia com a compra da Renovo é acelerar ao máximo a implementação da nova tecnologia para entrar no mercado em pé de igualdade com Tesla, Apple e outras empresas que vêm trabalhando neste segmento.

Segundo a Toyota, a aquisição adicionará profundidade aos recursos da Woven Planet, particularmente para Arene, a plataforma de desenvolvimento de veículos abertos da empresa, e em três frentes:

  1. Reforçando sua equipe de elite com engenheiros de primeira linha, que têm profundo conhecimento na construção de uma pilha completa de infraestrutura de veículos definida por software;

  2. Fornecendo uma plataforma e um software que comprovadamente funcionam em várias plataformas de fabricantes de equipamentos originais (OEM), bem alinhados com o objetivo de estabelecer um sistema operacional independente de hardware;

  3. Trazendo um ecossistema de tecnologia robusto e estabelecido de parceiros da indústria.

“Estamos maravilhados com o que a equipe do Woven Planet vem construindo, e estamos entusiasmados em nos juntar a eles na criação de soluções de mobilidade que irão realmente beneficiar a humanidade. Estamos unidos em torno de um objetivo único, que é o de conectar o software mais onipresente e a tecnologia automotiva na indústria”, resumiu Christopher Heiser, CEO da Renovo Motors.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos