Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.450,98
    -516,10 (-1,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Toyota do Brasil anuncia que vai suspender produção do Corolla em outubro

·1 minuto de leitura

Depois de interromper a produção de diversos modelos de carro entre os dias 18 e 27 de agosto, a Toyota anunciou mais uma paralisação, agora para outubro. O motivo? O mesmo da vez anterior: falta de insumos para a produção dos veículos novos. A diferença em relação à parada que ocorreu em agosto, no entanto, está nos modelos afetados.

Quando a planta de Sorocaba foi obrigada a interromper a produção, os modelos que ficaram parados foram Etios, Etios Sedã, Yaris, Yaris Sedã e Corolla Cross. Agora, como a instalação que ficará de portas fechadas será a de Indaiatuba, apenas o Corolla sedã ficará fora da linha de montagem.

A interrupção acontecerá entre os dias 13 e 22 de outubro e, segundo a empresa, os colaboradores afetados pela paralisação entrarão em férias coletivas neste período. A Toyota marcou o retorno às atividades na planta de Indaiatuba para o dia 25 de outubro.

Em entrevista recente para o site Automotive News Europe, Kazunari Kumakura, gerente global de compras da Toyota, já havia sinalizado que a falta de insumos como semicondutores, chicotes e outras peças poderia causar fechamentos temporários em vários países. “As operações estão se recuperando lentamente, mas ainda levará tempo para produzir as peças acabadas”, admitiu.

Os problemas globais de fornecimento fizeram a Toyota estimar uma redução total de 330.000 veículos de seu plano original de fabricar 880.000 em outubro. Cerca de 180.000 unidades serão perdidas nas fábricas no exterior, enquanto as fábricas domésticas da Toyota no Japão produzem 150.000 a menos no mês. “Não podemos dizer com certeza quando veremos uma recuperação”, concluiu Kumakura.

Confira a íntegra da nota oficial da Toyota do Brasil

A Toyota do Brasil informa que realizará nova suspensão temporária da produção em sua fábrica de Indaiatuba, onde o Corolla sedã é produzido, entre os dias 13 e 22 de outubro de 2021.

Apesar de todos os esforços que temos realizado ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de covid-19, uma nova parada é inevitável.

Os colaboradores afetados pela paralisação entrarão em férias coletivas neste período, com o retorno às atividades programado para o dia 25 de outubro. As demais unidades da Toyota no Brasil, localizadas em São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba, permanecem com suas atividades normais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos