Mercado fechado

Ele já faturou R$ 1 milhão com touca de natação para cabelos afros

Foto: Divulgação

Para Melissa Santos

Maurício Delfino sempre trabalhou na área comercial de grandes empresas e, ao saber que a companhia que estava passaria por uma reestruturação, começou a pensar no que queria fazer da sua vida profissional posteriormente.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

"Pensei que fazia sentido ter meu próprio negócio, mas o click do segmento veio quando me preparava para uma viagem aos EUA. Me vi com uma lista de presentes para meus familiares com vários produtos para a pele negra ou cabelos afro que só vendiam lá", conta o fundador Da Minha Cor. 

Leia também

O empreendedor, então, resolveu identificar as demandas não atendidas para a população negra. "Fiz uma lista com cerca de 10/15 produtos e conversei com muitos empresários. Uns achavam que eu estava louco e outros falaram que eu precisava me jogar nesse negócio! Apurei duas áreas que ainda não estavam bem atendidas no mercado: a natação e a maquiagem", conta. 

Com o plano de negócio pronto para começar a vender toucas de natação para pessoas com cabelos afro (de tranças rastafáris a blackpower), Maurício encontrou um novo desafio: produzir um produto com qualidade e que atendesse as necessidades desse público. "Prospectei algumas empresas fora do país e fui comprando amostras até chegar no produto final. Nossas toucas são 100% de silicone e elas são mais espessas que as demais justamente para não rasgar com facilidade e não deixar que a pessoa tenha o cabelo sugado pela piscina ou deixar os cremes irem para a água”, diz. 

Durante a confecção do produto, o empreendedor testou a receptividade e a qualidade ao deixar algumas peças em salões de beleza afro. "Nossa primeira cliente tinha acabado de fazer as tranças e ia precisar tirá-las para participar de um campeonato de natação. Eis que ela testou nossa toca e não precisou mudar seu cabelo para nadar! Compartilho muitas histórias emocionantes nas nossas redes, pois nossa empresa nasceu desde o início com o propósito de dar acesso a população negra e com cabelos afros para as piscinas de todo o Brasil", diz. 

Atualmente, a Da Minha Cor conta com quatro modelos de toucas, incluindo uma infantil, e as peças variam de R$ 50 a R$ 70. “Vendemos no nosso site, mas também em market places, e em pontos físicos, como lojas esportivas e de academias. Já ouvimos de algumas redes que não há público para esse tipo de produto, mas sabemos que não é verdade porque também exportamos para outros países, como França, Moçambique, Portugal e Estados Unidos”, fala Maurício, que chegou a vender R$ 1 milhão de reais no primeiro ano da empresa. 

Além das toucas, a Da Minha Cor também conta com uma moda de natação com sungas e maiôs e há alguns meses começaram a investir no segmento de maquiagem para a pele negra.  O produto foi idealizado por Michele Eduardo, esposa de Delfino e maquiadora profissional. "Existem algumas empresas que lançam alguns produtos sazonais, mas não tinha nada exclusivo para esse público. Temos no mercado seis tons de pó e cinco de base na nossa linha Nubia.Afri by Da Minha Cor", fala Maurício.

Eles importam os ingredientes que são livres de testes em animais e produzem os cosméticos em uma fábrica terceirizada em Cotia (SP). As maquiagens são vendidas por preços acessíveis e a marca já conta com 15 revendedoras espalhadas pelo Brasil. “Queremos aumentar cada vez mais a divulgação e aumentar o acesso da população a nossa linha de maquiagens”, finaliza. 

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.