Mercado fechará em 2 h 16 min

Totvs prorroga validade de proposta pela Linx e critica postura de conselheiros

Rodrigo Rocha
·2 minutos de leitura

Em comunicado, companhia sustenta que membros do conselho da Linx perderam a independência ao assinar aditivos relacionados à proposta da Stone A Totvs informou em comunicado que o conselho de administração da companhia aprovou a extensão da validade da proposta da combinação de negócios com a Linx até 17 de novembro. No documento, a companhia também criticou a postura do conselho de administração da Linx com relação à recomendação da proposta da Stone de fusão e que será levada para avaliação em assembleia geral extraordinária marcada para 17 de novembro. “Desde o início, os conselheiros ditos independentes da Linx assumiram publicamente o compromisso de garantir competição justa e aberta entre as propostas”, afirma a Totvs no comunicado. “A realidade é que esses mesmos conselheiros independentes assinaram, em seguida, dois aditivos que preservam integralmente o formato da proposta original [da Stone], apenas reduzindo valores, o que não torna a sua essência diferente. Porém, ao assinar esse aditivo, os conselheiros independentes perderam a sua independência e se tornaram parte integrante e conflitada na análise e, portanto, incapazes de cumprir o seu compromisso de igualdade.” A Totvs afirma que os conselheiros da Linx, “sob a pretensa intenção de entender a proposta da Totvs”, tentaram ajustar a proposta ao modelo da Stone, “esperando que a Totvs fosse concordar em se submeter às mesmas ilegalidades e a constranger, igualmente, os seus acionistas”. Por fim, a Totvs também critica o comitê independente da Linx que avaliou a proposta de fusão. “A realidade é que a atitude do comitê independente é absolutamente contraditória: se está tão convencido de que a proposta da STNE [Stone] é melhor, por que não conceder tratamento igualitário e submeter as duas aos acionistas isentos na mesma assembleia?” Além das críticas à condução feita pela administração da Linx, a Totvs também anexou ao comunicado os documentos de avaliação da Linx utilizados para estruturar e justificar a proposta de combinação. Reprodução/Facebook/@linxretail