Mercado fechará em 1 h 56 min
  • BOVESPA

    113.093,41
    +820,40 (+0,73%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.496,72
    -24,71 (-0,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,56
    +0,66 (+0,85%)
     
  • OURO

    1.943,50
    +4,30 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    23.121,81
    -58,43 (-0,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,25
    +6,46 (+1,24%)
     
  • S&P500

    4.040,08
    +22,31 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    33.779,73
    +62,64 (+0,19%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.076,50
    +108,50 (+0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5281
    -0,0189 (-0,34%)
     

Toru Iwatani | Quem foi o criador do Pac-Man?

Toru Iwatani foi o criador do personagem Pac-Man, famoso pelo arcade nos anos de 1980 e ícone do universo dos games. O "Pai de Pac-Man" é um designer de jogos japonês nascido em 25 de janeiro de 1955 que nunca estudou programação, design ou artes.

Iwatani ingressou na Namco em 1977, quando tinha apenas 22 anos, e aprendeu tudo sem nenhum tipo de ensino formal, sendo considerado um autodidata. Na época, o criador de Pac-Man nem sonhava em trabalhar com videogames, pois a Namco produzia apenas brinquedos físicos, como galerias de tiro e dispositivos de projeção.

O designer tinha o sonho de desenvolver máquinas de pinball, mas acabou sendo alocado para trabalhar em uma área recém-criada para desenvolver jogos digitais. O primeiro título de Toru foi chamado Gee Be (1978), um clássico de quebrar tijolinhos muito similar a um pinball.

O japonês ainda criou outros dois games similares: Bomb Bee e Cutie Q. Mas ele notou que os títulos atraiam apenas homens, sem tanta inovação. Por isso, Iwatani decidiu produzir um título que pudesse ser desfrutado por um público mais amplo: crianças, mulheres e casais.

Surgimento de Pac Man

Foi então que Toru Iwatani teve a ideia de um personagem enquanto comida uma pizza. Ao tirar uma fatia, ele notou que a forma geométrica lembrava uma boca. O visual era simples, porém ideal para rodar nos consoles da época, que não tinham muitos recursos gráficos.

Esse personagem amarelo, com uma boca gerada por uma fatia removida, era ninguém menos que a primeira identidade visual de Pac-Man. Os produtores chegaram a cogitar a adição de olhos para deixá-lo mais humanizado, mas desistiram da ideia porque iam querer colocar óculos, bigode e outros adereços que atrapalhariam o jogo.

O visual de Pac Man teria sido inspirado em uma pizza sem uma fatia (Imagem: Reprodução/PacManMuseum)
O visual de Pac Man teria sido inspirado em uma pizza sem uma fatia (Imagem: Reprodução/PacManMuseum)

A imagem estava pronta, mas agora era necessário criar uma história para o personagem. E qual a melhor forma de reunir as pessoas que um bom prato de comida?

Não foi a toa que Pac-Man ganhou o nome de Come-Come no Brasil, porque o objetivo era exatamente esse: comer as pastilhas do cenário. O objetivo do game era comer todos os elementos da tela antes que os fantasmas o pegassem.

Puck-Man e o nome inapropriado

O que muita gente não sabe é que Pac-Man foi chamado antes de "Puckman". O fliperama foi criado com esse nome e colocado para rodar em vários arcades do Japão no dia 22 de maio de 1980, se tornando um sucesso absoluto.

A febre chamou a atenção da fabricante de arcades norte-americana Midway, que comprou os direitos do jogo para lançá-lo no ocidente. O carisma dos personagens e a facilidade de compreender as regras do jogo, associada à elevada dificuldade, se tornaram pontos fortes de Puckman.

Pac-Man tem um nome diferente no Japão, mas que poderia ser desvirtuado em inglês (Imagem: Reprodução/PacManWiki)
Pac-Man tem um nome diferente no Japão, mas que poderia ser desvirtuado em inglês (Imagem: Reprodução/PacManWiki)

Quando o bichinho amarelo veio para os Estados Unidos, seu nome acabou alterado devido à semelhança com a palavra fuck (foder, em inglês). Havia-se o temor da desfiguração dos gabinetes e dos trocadilhos, o que poderia tornar o game inocente em algo inapropriado para crianças.

O mesmo ocorreu com os quatro fantasmas: Blinky, Pinky, Inky e Clyde — todos baseados em um anime chamado Obake no Q-Taro. No Japão, eles eram chamados Oikake, Machibuse, Kimagure e Otoboke, que significa, respectivamente, caçador, emboscada, constante e estúpido.

Um gênio do Pac Man

Mesmo tendo criado outros games de sucesso, como Ridge Racer e Time Crisis, nenhum chegou ao patamar de Pac-Man. Iwatani virou uma figura venerada não somente na Namco, onde exerceu cargos administrativos, mas também em toda a indústria.

O Pai de Pac-Man disse que nunca lucrou com a criação do personagem, já que ele era apenas um funcionário. Apesar disso, já declarou ter ficado imensamente feliz por projetar a icônica bola amarela.

Ele ainda voltou aos velhos tempos desde 2007, quando desenvolveu Pac-Man Championshi Edition exclusivamente para o Xbox 360. Ele deixou a Namco na sequência para dar lugar a novos talentos.

Toru Iwatani atualmente é professor na Universidade de Artes de Osaka, onde ministra a disciplina de Estudos de Design de Personagem. O designer foi lembrado recentemente no filme Pixels, dirigido por Chris Columbos em 2015, no qual os mocinhos assumem carros inspirados nos fantasmas e precisam combater Pac-Man.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: