Mercado fechado

Torre Eiffel e Louvre fecham por tempo indeterminado por causa de pandemia

Valor

Até esta sexta-feira (13), a França registrava mais de 3.661 casos confirmados e 79 mortes Os esforços para conter a propagação do novo coronavírus atingem dois dos principais pontos turísticos da França: a Torre Eiffel e o Museu do Louvre. Além disso, o governo francês anunciou nesta sexta-feira (13) que estão proibidos eventos ou reuniões com mais de 100 pessoas.

“Em virtude da epidemia da covid-19, a companhia que opera a Torre Eiffel está anunciando o fechamento da torre a partir das 21h (hora local) de hoje”, diz comunicado da empresa que administra o monumento, acrescentando que espera “ter condições de reabrir muito em breve, quando as condições permitirem”.

A direção do Museu do Louvre também anunciou que o local ficará fechado ao público a partir do fim da tarde desta sexta-feira, até segunda ordem.

Os jogos das ligas profissionais de futebol e de rúgbi também foram suspensos até abril.

Ao anunciar a medida que proíbe aglomerações com mais de 100 pessoas, o premiê francês, Edouard Philippe, disse que o governo trabalha para desacelerar o ritmo de propagação do coronavírus.

“É no início da aceleração da epidemia que tomamos medidas para desacelerar. Não estou dizendo que não haverá outras medidas. Nosso objetivo é adiar o pico [da epidemia] o máximo possível”, disse o premiê.

O governo francês também determinou o fechamento de creches, escolas e universidades a partir desta segunda-feira (16), mas não especificou de quanto tempo será essa paralisação. Segundo o ministro da Educação da França, “estamos falando de semanas e não dias, talvez até meses”.

Até esta sexta-feira, a França registrava mais de 3.661 casos confirmados e 79 mortos.