Mercado abrirá em 9 h 31 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,33
    -0,03 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.840,90
    +11,00 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    36.767,33
    -172,27 (-0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    720,70
    -14,44 (-1,96%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.720,65
    -15,06 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    29.393,31
    +530,54 (+1,84%)
     
  • NIKKEI

    28.603,46
    +361,25 (+1,28%)
     
  • NASDAQ

    12.884,25
    +82,00 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4060
    +0,0107 (+0,17%)
     

Torcedores ingleses são orientados a não comemorar muito os gols em volta aos estádios

·1 minuto de leitura
Vista geral dentro do estádio durante partida entre West Ham e Aston Villa pelo Campeonato Inglês

LONDRES (Reuters) - Os torcedores voltarão aos estádios para assistir partidas do Campeonato Inglês na quarta-feira, quando vários times reabrirão as portas para um público limitado, mas a experiência estará longe do que estão acostumados.

Eles terão que lidar com vias de mão única, medições de temperatura, horários rígidos de entrada e barracas de alimento mínimas – e as comemorações de gols devem ser contidas.

Os clubes de segunda divisão Luton Town e Wycombe Wanderers assinalarão o fim do lockdown nacional da Inglaterra quando receberem Norwich City e Stoke City, respectivamente.

Tirando alguns eventos-piloto em alguns jogos da segunda divisão que acolheram mil torcedores em setembro, os estádios de futebol ingleses estão em silêncio desde que a pandemia de Covid-19 se instaurou, em março.

No caso do Luton, cadeiras serão distribuídas pelo clube para garantir o distanciamento social, questionários de saúde e medições de temperatura serão obrigatórios e os torcedores terão que respeitar horários de entrada selecionados.

Máscaras também serão exigidas, e depois do apito final os torcedores terão que sair uma fileira por vez.

O Arsenal será o primeiro time da primeira divisão a acolher torcedores para uma partida competitiva desde março quando receber o Rapid de Viena pela Liga Europa na quinta-feira.

(Por Martyn Herman)