Mercado abrirá em 7 h 29 min

Toque de recolher agrava crise de pubs britânicos endividados

Katie Linsell e Libby Cherry
·3 minutos de leitura

(Bloomberg) -- Para as empresas de pubs endividadas do Reino Unido, o novo toque de recolher às 22h não apenas afeta as vendas, mas também pesa sobre as dívidas.

Títulos emitidos pela Stonegate, a proprietária fortemente alavancada das redes Slug & Lettuce, Walkabout e Yates, caíram para o nível mais baixo desde que foram vendidos em julho. Um indicador de risco sobre a dívida da empresa indica que investidores veem 57% de probabilidade de default em cinco anos, de acordo com a ICE Data Services.

Títulos de outras grandes donas de pub, como Marston’s e Mitchells & Butlers, também se desvalorizaram em meio à preocupação dos investidores.

“É difícil vender dívidas de pubs no momento”, disse George Curtis, analista de crédito da TwentyFour Asset Management, em Londres. “Continuamos cautelosos em setores que são altamente cíclicos e mais expostos a novos lockdowns.”

O altamente competitivo setor de hospitalidade do Reino Unido está em crise. As redes de restaurantes Carluccio’s e Azzurri Group, que controla o Zizzi e ASK Italian, estão sob administração desde o início do ano devido ao menor número de clientes.

Novas medidas de auxílio anunciadas na semana passada pelo ministro das Finanças do Reino Unido, Rishi Sunak, tiveram pouco impacto para pubs, restaurantes e credores.

“A hospitalidade precisa de esforços mais direcionados para apoiar empregos”, disse Kate Nicholls, diretora-presidente do grupo de lobby UK Hospitality, em comunicado após as medidas. “Ainda não estamos fora de perigo.”

O prefeito da grande Manchester, Andy Burnham, alertou na segunda-feira que o toque de recolher corre risco de sair pela culatra, porque deve levar os jovens a se reunirem para beber nas ruas.

Para a Stonegate, a Covid-19 não poderia ter vindo em pior hora.

A empresa controlada pela TDR Capital, que administra mais de 700 pubs e bares em todo o Reino Unido, recentemente fez uma dívida de 2,5 bilhões de libras (US$ 3,2 bilhões) para financiar a aquisição do rival EI Group.

Mesmo antes do toque de recolher ser anunciado, a Stonegate havia dito aos investidores que corria risco de não cumprir os termos da dívida em julho do próximo ano se as vendas fossem fracas, e um segundo lockdown poderia antecipar esse risco, de acordo com relatório de 22 de setembro da empresa de pesquisas CreditSights.

As vendas em pubs da empresa na cidade podem cair cerca de 16% a 17% devido ao fechamento mais cedo dos bares, escreveram analistas da CreditSights, citando a administração da Stonegate.

A empresa não quis fazer comentários para este artigo.

O toque de recolher e o risco de um segundo confinamento podem exigir mais clemência de credores no futuro. Curtis, da TwentyFour Asset Management, espera que investidores continuem “receptivos” à medida que a demanda retorne lentamente.

A Marston não quis comentar. A Mitchells & Butlers destacou comentários feitos pelo diretor-presidente Phil Urban na semana passada, segundo o qual as perspectivas futuras são “desafiadoras e incertas”, mas que a empresa está “bem posicionada” para enfrentar o desafio.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.