Mercado fechará em 6 h 28 min
  • BOVESPA

    128.490,68
    -774,28 (-0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,38 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.777,90
    -5,00 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    29.893,85
    -2.701,87 (-8,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    711,04
    -83,29 (-10,49%)
     
  • S&P500

    4.221,52
    -3,27 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.842,88
    -34,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.090,70
    +28,41 (+0,40%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.135,50
    +5,50 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9897
    +0,0144 (+0,24%)
     

Top 20: Os clubes que mais gastaram com o futebol em 2020

·5 minuto de leitura

São poucos os times que conseguem ter uma estabilidade financeira no mundo do futebol. A maioria dos clubes não conseguem pagar suas dívidas milionárias e por isso acabam se afundando em uma grave crise quase impossível de sair. Aqui vamos listar os 20 clubes brasileiros que mais gastaram com futebol em 2020, de acordo com o levantamento da empresa Sports Value.

20. Atlético-GO - R$ 47,6 milhões

O time está na disputa da Sul-Americana | EVARISTO SA/Getty Images
O time está na disputa da Sul-Americana | EVARISTO SA/Getty Images

O Atlético-GO foi o segundo time que mais investiu em 2020 em relação a 2019, com uma variação de 164%.

19. Fortaleza - R$ 56,4 milhões

Wellington Paulista é o grande nome do time cearense | MAURO PIMENTEL/Getty Images
Wellington Paulista é o grande nome do time cearense | MAURO PIMENTEL/Getty Images

Na penúltima colocação deste ranking, o Fortaleza apresenta uma variação de -19% para 2020 em relação a 2019.

18. Goiás - R$ 58,2 milhões

O Goiás foi outro clube que acabou sendo rebaixado no ano passado | Alexandre Schneider/Getty Images
O Goiás foi outro clube que acabou sendo rebaixado no ano passado | Alexandre Schneider/Getty Images

O Goiás obteve uma variação de apenas -2% no ano de 2020 em relação a 2019.

17. Coritiba - R$ 68,3 milhões

O Coxa acabou sendo rebaixado no ano passado | Alexandre Schneider/Getty Images
O Coxa acabou sendo rebaixado no ano passado | Alexandre Schneider/Getty Images

Depois de apresentar uma variação de 49% em seus custos para 2020 em relação a 2019, o Coritiba vai jogar a Série B em 2021 ao terminar o Campeonato Brasileiro na 19ª colocação.

16. Ceará - R$ 76,9 milhões

O Vozão terminou o Campeonato Brasileiro do ano passado em 11º colocado | Bruna Prado/Getty Images
O Vozão terminou o Campeonato Brasileiro do ano passado em 11º colocado | Bruna Prado/Getty Images

Tendo feito uma belíssima campanha no Campeonato Brasileiro do ano passado, o Ceará teve uma variação de apenas 3% com seus custos em 2020 em relação a 2019.

15. Vasco da Gama - R$ 99,4 milhões

Germán Cano lidera o ataque do Vasco | DANIEL JAYO/Getty Images
Germán Cano lidera o ataque do Vasco | DANIEL JAYO/Getty Images

O Vasco está entre os três clubes que apresentaram redução mais concreta dos custos com futebol, chegando a 23%.

14. Red Bull Bragantino - R$ 112,1 milhões

O time do interior foi o que mais cresceu nos últimos 2 anos | Buda Mendes/Getty Images
O time do interior foi o que mais cresceu nos últimos 2 anos | Buda Mendes/Getty Images

O Red Bull Bragantino é sem dúvida o clube que melhor conseguiu se organizar para manter seus pagamentos em dia com um time que tem chances de conquistar algo maior nos próximos anos. O clube teve uma variação de 281% para o ano de 2020.

13. Botafogo - R$ 121,4 milhões

O Botafogo é outro clube que vive uma das piores crises de sua história | Bruna Prado/Getty Images
O Botafogo é outro clube que vive uma das piores crises de sua história | Bruna Prado/Getty Images

Mesmo estando na maior crise de sua história, o Botafogo ainda conseguiu gastar em 2020, 4% a mais do que em 2019.

12. Bahia - R$ 135 milhões

Rossi e Gilberto são os artilheiros do Bahia | ARISSON MARINHO/Getty Images
Rossi e Gilberto são os artilheiros do Bahia | ARISSON MARINHO/Getty Images

O Bahia apresentou uma variação de apenas 1% em relação aos últimos dois anos.

11. Fluminense - R$ 158,2 milhões

Fred e Nenê lideram o time do Flu | Pool/Getty Images
Fred e Nenê lideram o time do Flu | Pool/Getty Images

O Fluminense por sua vez, apostou no garotos da base para os próximos anos e por isso teve uma redução de 15% de seus custos.

10. Athlético-PR - R$ 167,3 milhões

O Furacão tem grandes chances de conquistar a Sul-Americana | Pool/Getty Images
O Furacão tem grandes chances de conquistar a Sul-Americana | Pool/Getty Images

O Athlético apresentou uma redução de 13% com os custos de 2020 em relação aos de 2019.

9. Cruzeiro - R$ 249,8 milhões

Cruzeiro vive uma grande crise desde que foi rebaixado para Série B | DOUGLAS MAGNO/Getty Images
Cruzeiro vive uma grande crise desde que foi rebaixado para Série B | DOUGLAS MAGNO/Getty Images

Vivendo a maior crise de sua história, o Cruzeiro conseguiu ao menos reduzir em 43% seus custos com futebol.

8. Internacional - R$ 270,5 milhões

O Colorado parece estar 'encaixado' para este ano | Bruna Prado/Getty Images
O Colorado parece estar 'encaixado' para este ano | Bruna Prado/Getty Images

Para tentar voltar a conquistar títulos, o Inter investiu bastante em 2019 mas em comparação a 2020, teve uma redução de 11%.

7. Grêmio - R$ 310 milhões

Mesmo sem contratar, o Grêmio continua sendo um dos grandes times brasileiros | Pool/Getty Images
Mesmo sem contratar, o Grêmio continua sendo um dos grandes times brasileiros | Pool/Getty Images

O Tricolor Gaúcho foi o único clube que conseguiu manter uma estabilidade de 0% em relação aos anos de 2019 e 2020.

6. Santos - R$ 312,3 milhões

O time da Vila está sem contratar jogadores desde o ano passado | Alexandre Schneider/Getty Images
O time da Vila está sem contratar jogadores desde o ano passado | Alexandre Schneider/Getty Images

Punido pela FIFA no ano passado, o Santos não contrata nenhum jogador desde o ano passado. Ou seja, a variação de 14% para o ano de 2020 foi somente para gastos com salários e dívidas atrasadas.

5. Atlético-MG - R$ 313,4 milhões

O Galo tem um dos times mais temidos deste ano | Pedro Vilela/Getty Images
O Galo tem um dos times mais temidos deste ano | Pedro Vilela/Getty Images

Com uma variação de apenas 3% em relação a 2019, o Atlético-MG conquistou seu lugar na Libertadores deste ano e parece que o time vem com força máxima com seus novos reforços.

4. São Paulo - R$ 332,2 milhões

O Tricolor não soube aproveitar os craques que tinham | Alexandre Schneider/Getty Images
O Tricolor não soube aproveitar os craques que tinham | Alexandre Schneider/Getty Images

O São Paulo era outro time que tinha um elenco recheado de craques, mas que infelizmente não deram resultado. Com o investimento de 2019, era de se esperar colher os frutos em 2020. Muito pelo contrário. No ano passado as dívidas só aumentaram e, com isso, tiveram uma uma redução de 22%.

3. Corinthians - R$ 461,6 milhões

Jô e Matheus Vital são os líderes do Timão | Miguel Schincariol/Getty Images
Jô e Matheus Vital são os líderes do Timão | Miguel Schincariol/Getty Images

Junto com o Palmeiras, o Corinthians teve uma variação de 2% entre 2019 e 2020, e só não conseguiu abrir seus cofres no ano passado pois o clube chegou a estar com uma dívida avaliada em quase 1 bilhão de reais.

2. Palmeiras - R$ 519,7 milhões

Palmeiras é o segundo clube que mais investe no Brasil | Alexandre Schneider/Getty Images
Palmeiras é o segundo clube que mais investe no Brasil | Alexandre Schneider/Getty Images

O elenco do Verdão conta com jogadores que já atuaram na Europa e que tem um certo diferencial dos demais. Com a ajuda da Crefisa, o clube fez um investimento tão alto em 2019 que não precisou melhorar em 2020, tendo uma variação de apenas 2%.

1. Flamengo - R$ 562,7 milhões

Time do Flamengo é o mais caro do Brasil | Wagner Meier/Getty Images
Time do Flamengo é o mais caro do Brasil | Wagner Meier/Getty Images

Tendo o elenco mais valioso do futebol brasileiro, o Rubro-Negro manteve a liderança do ranking apesar da queda de 9% em relação a 2019.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos