Mercado abrirá em 50 mins
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    +3,44 (+5,05%)
     
  • OURO

    1.798,10
    +10,00 (+0,56%)
     
  • BTC-USD

    57.276,46
    +2.494,08 (+4,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.432,43
    -22,98 (-1,58%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.122,86
    +78,83 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.213,50
    +162,50 (+1,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3040
    -0,0445 (-0,70%)
     

Tombo do Verde e melhor mês do Adam desde 2018: Fundos em Foco

·4 min de leitura

(Bloomberg) -- Os maiores gestores de multimercados mantiveram a cautela com os ativos brasileiros após a movimentação do governo para flexibilizar o teto dos gastos, alimentando temores de um forte aumento nos juros e uma potencial recessão à frente.

Most Read from Bloomberg

Casas como o Itaú Unibanco agora esperam uma contração da economia brasileira no próximo ano, com alta da Selic para acima de 11%. Isso pode prejudicar uma economia que já enfrenta dificuldades na esteira da pandemia, que atingiu duramente o Brasil. Mas analistas dizem que esse movimento será necessário para conter a inflação enquanto o presidente Jair Bolsonaro pressiona para aumentar os gastos públicos antes das eleições do próximo ano.

“É um aumento brutal”, disse André Jakurski, sócio-fundador da JGP Asset Management. “Isso vai destruir muito do potencial do crescimento no ano que vem”, afirmou em uma webcast recente.

Enquanto os ativos brasileiros prolongaram suas perdas no mês passado, fundos administrados pela Ibiuna Investimentos e Legacy Capital mantiveram suas apostas na alta dos preços do petróleo e a Kapitalo Investimentos impulsionou as posições compradas na commodity. O barril do WTI subiu cerca de 70% neste ano.

Investidores continuaram a tirar dinheiro dos fundos multimercado domésticos no mês passado. O índice Ibovespa caiu 6,7%, sua quarta perda mensal consecutiva. Entre os fundos, o Adam Macro II apresentou seu melhor desempenho mensal em mais de três anos, enquanto o Verde sofreu com apostas na bolsa local, registrando um de seus piores meses desde seu início em 1997.

“O posicionamento do fundo claramente se mostrou frágil dados os eventos que transcorreram no Brasil nos últimos meses”, disse a Verde, em carta a clientes.

Veja o que algumas das maiores gestoras de multimercado disseram em suas cartas de outubro:

Adam Capital

A inflação pressionada, a falta de clareza sobre o novo programa social Auxílio Brasil e a ameaça de Bolsonaro em interferir nos preços praticados pela Petrobras suportaram o fraco desempenho da bolsa brasileira no mês passado. Os fundos da Adam têm posições que podem se beneficiar de uma forte atividade econômica dos EUA.

  • Adam Macro II FIC +3,89%; CDI +0,48%

  • Link para a carta

Bahia Asset Management

A taxa Selic pode chegar a 14% enquanto autoridades de política monetária tentam reancorar as expectativas de inflação. O país perdeu seu principal pilar de equilíbrio fiscal ao comprometer o teto de gastos. Os fundos multimercado administrados pelo Bahia continuaram a reduzir a exposição às ações brasileiras no mês passado. O cenário exige cuidado acima do normal.

  • Bahia AM Marau FIC +0,65%

  • Link para a carta

Ibiuna Investimentos

A reprecificação do risco Brasil continua em curso e a gestora manteve postura cautelosa em relação aos ativos locais. O fundo está comprado em dólar americano contra o real. Temores acerca de uma potencial guinada populista na política econômica se materializaram. A Ibiuna manteve posição comprada em petróleo.

  • Ibiuna Hedge FIC +2,27%

  • Link para a carta

Kapitalo Investimentos

A dinâmica da dívida do Brasil piorou à medida que o governo afrouxou as regras fiscais, em meio a uma alta inflação e riscos fiscais acentuados, tornando a tarefa do Banco Central mais difícil. As autoridades de política monetária terão que elevar a taxa de juros muito além do que o mercado esperava, o que deve pesar sobre a atividade econômica. O fundo zerou posição tomada em juros e comprada em inflação e aumentou posição comprada em petróleo.

  • Kapitalo Kappa FIN -0,44%

  • Link para a carta

Legacy Capital

A Selic chegará a 12% no primeiro trimestre do próximo ano, com o BC apertando a política monetária para combater as crescentes expectativas de inflação. A perspectiva do Brasil se deteriorou “significativamente” em meio a uma mudança nas regras fiscais do país, e uma combinação de baixos investimentos e alto desemprego deve levar a uma contração de 0,5% no PIB de 2022. O fundo está apostando na alta dos preços do petróleo na expectativa de um impacto prolongado da atual crise de energia.

  • Legacy Capital B FIC FIM +1,12%

  • Link para a carta

SPX Capital

A classe política sinalizou um potencial abandono da âncora fiscal do Brasil. A possibilidade do rompimento do teto de gastos prejudica a estabilização da relação dívida/PIB do país no futuro.

  • SPX Nimitz Feeder FIC FIM +1,70%

  • Link para a carta

Verde Asset Management

O fundo carro-chefe da Verde teve sua quarta maior queda mensal já registrada em outubro, prejudicado por apostas na bolsa de valores local. A gestora disse que sua visão de que havia bastante notícia ruim no preço, e que os agentes políticos tinham incentivos razoáveis para não romper o teto dos gastos se provou errada.

  • Verde FIC FIM -4,39%

  • Link para a carta

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos