Mercado fechado

Tombo cripto se aprofunda com pedido de falência da FTX nos EUA

(Bloomberg) -- A derrocado das criptomoedas se aprofundou depois que a FTX disse que iniciou um processo de falência nos EUA e Sam Bankman-Fried renunciou ao cargo de CEO.

O Bitcoin caiu até 8% na sexta-feira, para US$ 16.376. O maior ativo digital em valor de mercado havia ensaiado uma forte recuperação na quinta-feira com a euforia em torno do CPI americano, mas sua queda na semana agora é de 20%, e no ano ultrapassa 60%.

O Ether caiu até 9,2%. O FTT da FTX despencou 50%.

A FTX disse que entrou com pedido de falência no estado de Delaware, encerrando o rápido colapso da bolsa de criptomoedas liderada por Bankman-Fried.

“A situação muda a cada minuto porque os operadores estão ajustando suas posições”, disse Garry Krugljakow, fundador do 0VIX e GOGO Protocol, um protocolo de finanças decentralizadas de código aberto para gestão de ativos digitais. “Acho que em algum momento a poeira vai se assentar.”

Bankman-Fried, fundador da FTX, enfrenta uma investigação da SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA, e o credor de criptomoedas BlockFi suspendeu saques devido ao tumulto.

Além disso, autoridades das Bahamas congelaram os ativos da FTX, e o principal advogado da FTX.US disse a funcionários que estava trabalhando com conselheiros para preservar o que podem da bolsa.

É provável que a incerteza continue a agitar os mercados de criptomoedas por mais um tempo.

“Vamos ver volumes definitivamente mais baixos porque as pessoas vão se segurar neste momento”, disse a diretora financeira da Coinbase, Alesia Haas, na Bloomberg Television.

--Com a colaboração de Sonali Basak.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.