Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.268,64
    +229,01 (+0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Tiroteio em escola deixa três estudantes mortos e seis feridos em Michigan, nos EUA

·2 min de leitura

OXFORD, EUA — Três pessoas morreram e outras seis ficaram feridas em um tiroteio dentro de uma escola em Michigan, nos Estados Unidos, nesta terça-feira. O suspeito pelo crime é um adolescente de 15 anos, que já está detido, de acordo com as autoridades americanas.

A identidade do suspeito e a motivação para o ataque não foram divulgadas. A ação ocorreu por volta de 12h51, no horário local, na Oxford High School. Pouco após os tiros, as autoridades registraram mais de 100 chamadas de emergência para alertar sobre o tiroteio.

Até o momento as vítimas que morreram ainda não foram identificadas. No entanto, um dos feridos é um professor da unidade de ensino. Os demais são alunos.

O sub-xerife do condado de Oakland, Mike McCabe, informou que o suspeito detido estava com uma arma curta — que pode ser um revólver ou uma pistola, por exemplo. Segundo os relatos, o tiroteio durou cerca de cinco minutos e o jovem assassino se rendeu à polícia momentos depois.

Após o ataque, a escola foi evacuada e os levados a um estacionamento nos arredores da unidade de ensino. Os estudantes ficaram à disposição dos pais, que foram buscá-los.

O ataque foi condenado pela governadora de Michigan, Gretchen Whitmer. Em um comunicado, ela classificou o ataque como "horrível" e defendeu o aumento do controle de armas nos EUA para evitar novas tragédias.

"O meu coração se partiu pelos alunos, professores, funcionários e famílias da Oxford High School. A morte de vários alunos e o ferimento de muitos outros, incluindo um professor, é horrível", escreveu Whitmer.

"Ninguém deve ter medo de ir à escola, ao trabalho, a um local de culto ou mesmo à sua própria casa. A violência armada é uma crise de saúde pública que ceifa vidas todos os dias. Temos as ferramentas para reduzir a violência armada em Michigan. Este é um momento para nos unirmos e ajudar os nossos filhos a sentirem-se seguros na escola", finalizou a governadora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos