Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.348,00
    +606,13 (+1,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Tiroteios no Texas e Wisconsin deixam mortos, diz polícia

·1 minuto de leitura
Police and FBI officers guards the scene of an explosion in Austin, Texas, U.S., March 12, 2018. REUTERS/Sergio Flores
Polícia isola área em Austin, no Texas

(Reuters) - Pelo menos três pessoas foram mortas neste domingo, em um incidente com tiros em Austin, no Texas, disseram autoridades. 

  A polícia de Austin afirmou que seus agentes estavam “na cena de um incidente ativo com tiros” na região noroeste da cidade, capital do Texas. 

Leia também:

  O Departamento de Serviços Médicos de Emergência do Condado de Austin-Travis afirmou que “três pacientes adultos” morreram no local em que os tiros ocorreram, pouco antes do meio-dia, horário local, segundo relatos. 

  “Nenhum outro paciente foi registrado ou localizado neste momento”, afirmou o departamento, pelo Twitter, cerca de uma hora depois das primeiras notícias do incidente. 

  A polícia pediu que moradores evitem a área. 

Tiroteio no Wisconsin

Também neste domingo (18) mais três pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas em mais um tiroteio. O crime aconteceu num bar, no Condado de Kenosha, no estado de Wisconsin.

O que a polícia sabe até o momento é que um homem atirou nas pessoas que estavam nesse bar depois de ser convidado a deixar o local. Ele não foi localizado.

Onda de violência

Em um mês, foram registrados sete tiroteios em sete cidades diferentes do país. Na soma, 41 pessoas foram mortas. O presidente Joe Biden já declarou que quer restringir o acesso a armas.