Mercado fechará em 1 h 57 min
  • BOVESPA

    95.484,22
    +115,46 (+0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.917,20
    -476,51 (-1,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,82
    -1,57 (-4,20%)
     
  • OURO

    1.869,80
    -9,40 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    13.535,94
    +380,57 (+2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    266,22
    +23,54 (+9,70%)
     
  • S&P500

    3.300,79
    +29,76 (+0,91%)
     
  • DOW JONES

    26.591,02
    +71,07 (+0,27%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.327,00
    +194,25 (+1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7278
    -0,0066 (-0,10%)
     

Tio Trump e tio Biden protagonizaram um barraco de família no WhatsApp

Matheus Pichonelli
·3 minutos de leitura
(COMBO) This combination of pictures created on September 29, 2020 shows Democratic Presidential candidate and former US Vice President Joe Biden (L) and US President Donald Trump speaking during the first presidential debate at the Case Western Reserve University and Cleveland Clinic in Cleveland, Ohio on September 29, 2020. (Photos by Jim WATSON and SAUL LOEB / AFP) (Photo by JIM WATSON,SAUL LOEB/AFP via Getty Images)
Joe Biden no debate com Donald Trump em Cleveland, Ohio. Fotos: Jim Watson e Saul Loeb/AFP (via Getty Images)

O ator e humorista Victor Leal fez falta na mediação do primeiro debate entre candidatos a presidente dos EUA na terça-feira 29.

Na série de esquetes “Polêmica da Semana”, do coletivo Porta dos Fundos, ele interpreta um mediador de discussões bizarras que polemizam sobre temas que não deveriam provocar discussão. Para isso, dá pesos e tempos iguais a debatedores de qualificações desiguais para falar sobre vacina, milícias, sexualidade, e por aí vai.

De um lado, um(a) estudioso(a) no tema. De outro, um(a) imbecil. Vira uma saroba.

Donald Trump é o presidente da era da lacração.

Foi eleito em uma época em que o meme ou o recorte da imagem chega como sopapo para encerrar qualquer assunto, nuance, contraponto.

Joe Biden estava lá para fazer esse jogo. Já de cara foi acusado pelo adversário republicano de querer fechar e destruir “nosso país inteiro” com as medidas de isolamento social para combater a pandemia que só nos EUA matou mais de 200 mil pessoas.

Leia também

Como se fosse pouco, Trump apostou que se fosse o democrata em seu lugar haveria muito mais mortes.

Biden, lembrando que o republicano já sugeriu imersão em água sanitária para conter o vírus, mandou o concorrente injetar água sanitária no braço.

Depois mandou o presidente calar a boca e, olhando para o mediador como o aluno que olha para a professora, se saiu dizendo que foi ele quem começou. “É difícil ter palavra contra esse palhaço”.

Lá, como cá, sobra sempre para o palhaço antes ou depois do sopapo.

Dali em diante o que se viu foi tio Biden e tio Trump no grupo da família no WhatsApp tentando discutir a cloroquina.

O tio Trump mandou uma versão particular de “vai pra Cuba” acusando o rival de defender um sistema de saúde socialista e querem implantá-lo em seu país.

O outro respondeu dizendo que ele era o cachorrinho do Putin, o presidente russo. Ainda não há um levantamento exato para auferir quantas vezes as plataformas de streaming tocaram “Cachorrinho”, da Kelly Key, desde então.

(Um brasileiro que acompanhasse o debate por pouco não imaginou que a réplica viria na tangente do “Bom é o Lula, né?”).

Os tios, então, passaram a comparar estatura. Não em centímetros, mas em tempo de vida. “Em 47 meses eu fiz mais do que você em 47 anos”, disse o republicano, já ouvindo ao fundo a vibração dos apoiadores:. “Viiiiiiishhhhhh”, “oloooooooooko”, “não deixaaaaaava”, “falou que a mãe não é hooooooooomem”.

Biden devolveu.

Acusou Trump de nunca ter andado na quebrada? Só descobre o que é subúrbio quando erra o caminho de casa.

“Nuoooooooossssa, apeloooooooooou aê”.

Não sei vocês, mas treta por treta eu ainda prefiro a do Leblon.