Mercado fechará em 6 h 18 min
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,44 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,45 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    40,10
    +0,07 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.905,20
    -24,30 (-1,26%)
     
  • BTC-USD

    12.826,07
    +1.769,07 (+16,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    258,94
    +14,05 (+5,74%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,98 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.778,71
    +2,21 (+0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.786,13
    +31,71 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    23.474,27
    -92,73 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    11.668,75
    -22,50 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6266
    -0,0234 (-0,35%)
     

Tinder se destaca em trimestre de faturamento recorde nas lojas de apps

Diego Sousa
·3 minutos de leitura

O impacto da COVID-19 no mundo fez com que as lojas de aplicativos registrassem um aumento significativo em arrecadação durante o terceiro trimestre de 2020, apesar de muitos países já estarem relaxando as medidas de isolamento social para evitar a disseminação do vírus.

De acordo com o relatório da consultoria de mercado App Annie, os consumidores gastaram cerca de US$ 18 bilhões em aplicativos na App Store nos meses de julho, agosto e setembro, um aumento de 20% quando comparado aos três meses de 2019. A Play Store, por sua vez, teve alta de 35% ano a ano, fechando o trimestre com pouco mais de US$ 10 bi.

Lojas de aplicativos arrecadaram US$ 28 bilhões no 3º trimestre de 2020 (Foto: Reprodução/App Annie)
Lojas de aplicativos arrecadaram US$ 28 bilhões no 3º trimestre de 2020 (Foto: Reprodução/App Annie)

Categorias como Jogos, Entretenimento e Social foram as principais responsáveis pelo aumento na arrecadação em ambas as plataformas, provavelmente impulsionadas pela pandemia de COVID-19 e as medidas de isolamento social em países que ainda não se recuperaram da primeira onda da doença ou que já estão passando pela segunda onda, casos de algumas regiões da Europa.

Os Estados Unidos, país com maior número de infectados e mortes por COVID-19, por exemplo, foram os que mais gastaram em apps na App Store e na Play Store, seguidos por Japão e Coreia do Sul.

Índia e Brasil, atualmente em segundo e terceiro no ranking de casos e mortes pelo novo coronavírus, também são um dos maiores mercados das duas lojas de apps, mas em número de downloads, acompanhados por China e México.

Tinder se destaca

Curiosamente, o Tinder foi o app no qual os consumidores mais gastaram durante o terceiro trimestre deste ano, que pode ser explicado pelo relaxamento das medidas de isolamento em alguns países. Segundo a App Annie, o aplicativo de relacionamento desbancou inclusive o TikTok, que caiu para a segundo posição.

No entanto, de acordo com dados da consultoria Sensor Tower, a rede social de vídeos curtos registrou um aumento de 800% em comparação com o mesmo período do ano passado — mesmo tendo sido banido recentemente da Índia, um de seus principais mercados.

Tinder desbancou o TikTok em arrecadação no período (Foto: Reprodução/App Annie)
Tinder desbancou o TikTok em arrecadação no período (Foto: Reprodução/App Annie)

Usuários ativos

Sem muitas surpresas, os quatro primeiros colocados no número de usuários ativos permaneceram ocupados pelos aplicativos de Mark Zuckerberg: na ordem, Facebook, WhatsApp Messenger, Facebook Messenger e Instagram. O TikTok caiu quatro posições na categoria, apesar de ter sido o app mais baixado no período nas duas plataformas.

Jogos em alta

O segmento de jogos também registrou um aumento na arrecadação em relação ao mesmo período de 2019. Cerca de US$ 20 bilhões foram gastos pelos consumidores em games entre julho e setembro deste ano, o maior trimestre da história.

Do total, a App Store foi responsável por US$ 12,4 bi, 24% maior quando comparado com o 3º tri de 2019, enquanto a Play Store arrecadou US$ 8,5 bi (+30% ano a ano), segundo dados da Sensor Tower.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: