Mercado abrirá em 3 h 44 min
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,75
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.724,40
    -9,20 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    50.950,94
    +2.438,16 (+5,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.019,95
    +31,85 (+3,22%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.691,59
    +77,84 (+1,18%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.167,75
    +112,50 (+0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8704
    +0,0083 (+0,12%)
     

'Time sem governo' e 'vexame': Diniz recebe chuva de críticas da imprensa após goleada sofrida pelo São Paulo

LANCE!
·2 minuto de leitura


O São Paulo teve uma noite para esquecer nesta quarta-feira, no Morumbi, ao ser massacrado pelo Internacional por 5 a 1, em jogo válido pelo Brasileirão, e perder a liderança da competição para o próprio Colorado. Após a partida, o treinador Fernando Diniz comentou sobre a atuação da equipe e a pressão sobre ele no cargo e se incomodou com a pergunta de um jornalista.

+Ainda dá pro São Paulo? Simule os resultados na tabela do Brasileirão

Diniz afirmou ainda que não tem medo de ser demitido da equipe e deve continuar no comando da equipe até o fim do Brasileirão. Alguns jornalistas se pronunciaram sobre a queda brusca de rendimento do Tricolor, que chegou a abrir sete pontos de vantagem na tabela, mas após quatros jogos sem conseguir vencer, viu a vantagem virar pó, como descreveu o L! Espresso.

Através do Twitter, o jornalista Arnaldo Ribeiro destacou que essa foi a maior derrota da história do São Paulo no Morumbi e que o time estaria 'sem governo'.

- São Paulo sofreu a maior derrota da história em sua casa e nenhum dirigente se pronunciou até o momento . Capitão Daniel Alves idem . Um time sem governo, nas mãos de um técnico refém de suas convicções sem resultados

Também pela rede social, o jornalista da 'ESPN' André Plihal afirmou que Diniz permanece no cargo apesar do grande acumulo de 'vexames'.

- São Paulo. No dia seguinte a maior derrota em casa na HISTÓRIA, a perspectiva é de manutenção do trabalho. Nenhum treinador do clube acumulou tantos vexames quanto Diniz. O q não vai impedi-lo de encerrar a temporada - destacou.

José Trajano, ex-'ESPN', afirmou em uma live pós-jogo do 'Uol' que o treinador não merece permanecer no comando da equipe mesmo que venha ser campeão. O São Paulo agora está um ponto atrás do Inter, faltando oito rodadas para o fim do campeonato.

- Não dá mais para o Fernando Diniz, mesmo que venha a ser campeão, porque não é possível o torcedor do São Paulo sofrer tanto e ele dirigir um time tão em ritmo de rancho, tão morto, sem alma, e ainda conservando o Daniel Alves como titular todos esses jogos que o São Paulo não jogou bem e perdeu - disse.