Mercado abrirá em 7 h 27 min

Time "C" do Flamengo escancarou limitações do Palmeiras

Alexandre Praetzel
·2 minutos de leitura
Gustavo Gomez afasta bola em Palmeiras x Flamengo. Foto: Alexandre Schneider/Getty Images
Gustavo Gomez afasta bola em Palmeiras x Flamengo. Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Palmeiras e Flamengo jogaram, apesar de todo o imbróglio criado pela diretoria flamenguista para tentar adiar a partida. Prejudicado pela contaminação de boa parte do elenco com Covid-19, o Flamengo tentou a suspensão da partida até 23 minutos antes, quando chegou ao Allianz Parque. A atitude dos dirigentes seria normal, se o futebol não tivesse voltado com todos os presidentes de clubes concordando com o protocolo discutível da CBF, antes do início da Série A do Brasileiro, dia 09 de agosto.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Do ponto de vista sanitário, obviamente que a partida não deveria acontecer. Só que isso não foi analisado quando outras equipes atuaram com o mesmo problema rubro-negro, em três divisões. Então, fora de campo, o presidente Landim tentou tirar vantagem de algo que não poderia, porque ele mesmo assinou e aceitou as determinações, antes da bola rolar. Externamente, o Flamengo foi goleado.

Leia também:

Dentro de campo, o time “C” honrou a camisa, história e Nação rubro-negra. O interino Jordi Guerreiro armou uma formação bem equilibrada para a realidade e viu Thiago Maia, Gérson e Arrascaeta dominarem o meio-campo, no primeiro tempo, contra um Palmeiras completo e bem numeroso também no banco de reservas. O uruguaio foi o melhor.

Na segunda etapa, o Palmeiras voltou com substituições que pouco mudaram o quadro anterior. O goleiro Hugo teve destaque com defesas seguras e intervenções muito boas. Arrisco dizer que ele é melhor do que César e parelho com Diego Alves. Hugo levou um gol por azar, num desvio de Thiago Maia no chute de Patrick de Paula. Aliás, só o volante palmeirense chuta a gol pelo Palmeiras. A equipe roda a bola e cruza na área, com muitas limitações táticas e sem variações.

O empate em 1 a 1 foi um ponto ganho para o Flamengo e dois perdidos para o Palmeiras, novamente. A invencibilidade palmeirense tem prazo de validade, com esse desempenho. Já o Flamengo deu orgulho a quem gosta de futebol, jogando limpo e provando que há boas opções reveladas pela base. Parabéns aos atletas que tiveram boa atuação e venceram as dúvidas lamentáveis de seus próprios dirigentes.

O Flamengo ainda é favorito ao título.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos