Mercado abrirá em 8 h 59 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,46
    +0,07 (+0,19%)
     
  • OURO

    1.878,10
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    13.243,68
    +26,39 (+0,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    262,09
    -10,60 (-3,89%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.417,19
    -291,61 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    23.261,98
    -156,53 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    11.230,00
    +97,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7356
    +0,0012 (+0,02%)
     

TIM lança marketplace de Internet das Coisas para o mercado corporativo

Rui Maciel
·2 minutos de leitura

A TIM anunciou nesta terça-feira (06) o lançamento de um marketplace focado em Internet das Coisas (IoT). A plataforma será direcionada ao para o mercado corporativo, oferecendo seu portfólio de ofertas de soluções com esta tecnologia e que complementa os serviços de conectividade voltados para as verticais Indústria 4.0, Agronegócio, Cidades Inteligentes e Utilities. Ela foi desenvolvida em parceria com a Nokia, com suporte de tecnologia da empresa Squadra.

No Marketplace IoT, a TIM afirma que seu portfólio ajuda seus clientes corporativos a reinventar seus negócios, indo além da conectividade de voz e dados. Por exemplo, para a vertical de Agronegócio as soluções podem conectar escritórios, fazendas, máquinas, otimizar a gestão de equipe, monitorar lavouras e acompanhar, em tempo real, o transporte de mercadorias tanto para centros de distribuição quanto para o cliente final.

Já para Cidades Inteligentes, o marketplace da operadora oferece ferramentas de distanciamento seguro e gestão de projetos em iluminação; para a Indústria 4.0, há redes privadas, que oferecem maior cobertura, segurança, estabilidade e escala; e para Utilities, há a oferta de integração de plataforma para medição inteligente de consumo e leitura de energia para todos os segmentos.

Marketplace de IoT da TIM: foco no mercado corporativo (Captura de imagem: Rui Maciel)
Marketplace de IoT da TIM: foco no mercado corporativo (Captura de imagem: Rui Maciel)

“Nosso objetivo com a novidade é incentivar o crescimento do novo mercado de IoT no Brasil, agregando valor à conectividade. Queremos continuar criando soluções no mercado apoiados por diferentes parceiros e hubs de inovação, habilitando a jornada digital dos nossos clientes corporativos", explica Paulo Humberto Gouvea, Head de Soluções Corporativas da TIM Brasil.

Com um ecossistema de parceiros que inclui Agrosmart, Seal Telecom, Squadra, Nokia, Prime Systems, Engineering, Maxtrack, M2M Telemetria e Tractian, o Marketplace IoT TIM é produto originado da divisão de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Parcerias da operadora.

A partir do programa Open Innovation, realizado com empresas de inovação, tecnologia, startups e instituições de pesquisa, há a integração de hubs de inovação e centros de pesquisa e desenvolvimento pelo país em busca de novos produtos e desenvolvimento de soluções. Empresas interessadas em tornar-se parceiros e oferecer soluções inteligentes no Marketplace IoT TIM podem cadastrar-se no site, no link "Seja Parceiro".

Plano Nacional de IoT

Em agosto do ano passado, o governo federal publicou o Plano Nacional de Internet das Coisas, definindo uma série de objetivos para o fomento a esse tipo de tecnologia no país, apontando áreas prioritárias e criando um órgão consultivo formado por diversos ministérios para avaliar a implementação das ferramentas.

Para isto, o conceito de Internet das Coisas ficou definido como “a infraestrutura que integra a prestação de serviços de valor adicionado com capacidades de conexão física ou virtual de coisas com dispositivos baseados em tecnologias da informação e comunicação existentes e nas suas evoluções, com interoperabilidade”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: