Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.732,05
    +2.353,12 (+2,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.864,18
    +596,98 (+1,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,88
    +1,82 (+4,23%)
     
  • OURO

    1.804,70
    -33,10 (-1,80%)
     
  • BTC-USD

    18.990,23
    +538,27 (+2,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    377,51
    +7,76 (+2,10%)
     
  • S&P500

    3.634,66
    +57,07 (+1,60%)
     
  • DOW JONES

    30.043,97
    +452,70 (+1,53%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.074,75
    +169,50 (+1,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3884
    -0,0519 (-0,81%)
     

TIM e Fiat Chrysler transformarão os carros da marca em smartphones sobre rodas

Rui Maciel
·4 minuto de leitura

A TIM e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA ) anunciaram nesta quarta-feira (28) uma parceria que permitirá carros conectados, não apenas com uma antena Wi-Fi, mas, sim, como uma plataforma integrada às funções multimídia do veículo e também com parceiros externos, como postos de gasolina, restaurantes e serviços, como manutenção e seguro.

Os automóveis com serviços conectados da FCA devem chegar ao grande público a partir de 2021, com as marcas Fiat, Jeep e RAM sendo as primeiras a oferecer a tecnologia. Isso inclui a nova versão do SUV Compass (Jeep) e dois carros da mesma categoria da Fiat. Os veículos vão contar o eSIM, chip virtual para acesso a Wi-Fi nativo a bordo, que usará a cobertura 4G da TIM, bem como a sua estrutura de de Internet das Coisas (IoT).

A conectividade permitirá a comunicação ativa e em tempo real do carro com o usuário, com a FCA e a rede de concessionárias da marca. Entre os conteúdos disponíveis, estarão uma variedade de serviços, desde entretenimento e segurança, até aplicativos que interagem com o carro. Será possível, por exemplo, dar a partida remotamente no veículo e acionar o ar-condicionado ou o aquecedor para garantir a temperatura interna ideal antes mesmo do usuário entrar no automóvel.

Também será possível realizar a identificação remota de eventuais falhas veículo, facilitando um diagnóstico mais preciso. Tudo se dará por meio de sensores conectados, que enviarão dados aos servidores da montadora, permitindo a análise.

Assistentes pessoais, carteira digital e IoT

A conexão com a Internet via 4G possibilitará a atualização de softwares e aplicativos pela nuvem, bem como integração com assistentes pessoais, como a Alexa, da Amazon e o Google Assistente. “Na medida em que conhecemos e aprendemos junto com o consumidor, teremos condições de desenvolver novas soluções que irão melhorar significativamente sua experiência ganhando mais conveniência e fluidez”, disse Luis Santamaria, diretor de Mopar – o braço de pós-vendas, peças, acessórios e serviços da FCA.

Para a FCA, o cliente, hoje, quer ver dentro do carro, todas as funcionalidades que eles já encontram em seu smartphone. Por isso, entre os recursos futuros, os carros conectados da marca poderão se tornar uma carteira digital, para pagamentos de serviços como postos de gasolina, estacionamento e restaurantes, bem como a realização de depósitos bancários e outras operações que, hoje, ele já executa em seu celular.

Em dezembro do ano passado, a própria FCA firmou uma parceria com a Visa para o desenvolvimento de uma plataforma de pagamentos que tem como centro do seu funcionamento os carros da montadora italiana em solo brasileiro. Ainda não estava claro como a FIAT e a Visa fariam esse movimento para transformar os automóveis da marca em uma carteira digital, mas o anúncio da parceria com TIM dá uma luz a mais sobre como isso será feito. para além de uma atualização completa de seu sistema de infotenimento.

Segundo Erico Fileno, diretor de inovação da Visa, a segurança será feita por meio da tokenização. Ou seja: todo pagamento feito com a nova plataforma da FCA com a Visa terá um token gerado na hora pelo sistema over the air. "O usuário poderá ficar despreocupado. Mesmo se, por ventura, o veículo for roubado ou inutilizado, você poderá levar o sistema para outro automóvel compatível, pois todo o projeto estará na nuvem e será tokenizado", explicou Fileno na época.

Cobertura 4G

A parceria entre FCA e TIM também pretende aproveitar a cobertura 4G da operadora que, hoje, atinge mais de 3,5 mil cidades no Brasil, bem como a sua rede de IoT. Em 2020, nos dedicamos a oferecer serviços diferenciados aos clientes, ampliando parcerias, como a que anunciamos com o C6 Bank, totalmente alinhada à crescente digitalização do consumidor, e na liderança de IoT no agronegócio, declarou Alberto Griselli, Chief Revenue Officer da TIM Brasil. "Somos pioneiros no desenvolvimento de projetos com o 5G e acreditamos no potencial que a próxima geração de redes móveis tem, especialmente na geração de negócios explorando novas possibilidades”.

“O carro conectado será o ponto de partida para novas soluções que viabilizarão relevantes transformações na jornada do consumidor, simplificando tarefas cotidianas”, afirma Breno Kamei, diretor de Portfólio, Pesquisa e Inteligência Competitiva da FCA para a América Latina. Já para André Souza Ferreira, CIO da FCA para a América Latina, os veículos não serão apenas o meio para ir do ponto A ao ponto B. “O carro conectado criará uma experiência digitalizada e personalizada do usuário, que terá acesso a serviços e tecnologias integradas, fáceis de usar e seguras, mudando a forma como o carro é utilizado e como os ocupantes se relacionam com tudo o que está ao redor.”

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: