Mercado fechará em 5 h 34 min
  • BOVESPA

    109.868,31
    -272,33 (-0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,11
    +0,23 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.928,90
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    23.515,21
    -280,08 (-1,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    536,77
    -8,55 (-1,57%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.853,80
    +33,64 (+0,43%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.757,75
    -89,00 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5408
    +0,0511 (+0,93%)
     

TikTok recebe multa de R$ 27,6 milhões por recurso de desativação de cookies

A Comissão Nacional de Informática e Liberdade (CNIL) da França multou o TikTok do Reino Unido e o TikTok da Irlanda em € 5 milhões, cerca de R$ 27,6 milhões na cotação atual, por dificultar a recusa de cookies por parte dos usuários e não informá-los sobre a sua finalidade. Os obstáculos no design do aplicativo são considerados uma violação do Artigo 82 das Leis de Proteção de Dados (DPA) francesas, que segue o padrão do regulamento geral (GDPR) aplicado na Europa.

O valor da multa foi determinado pelos seguintes fatores: a gravidade das violações; o número de indivíduos afetados, incluindo crianças; e o número de vezes que o CNIL teve que alertar o TikTok sobre a necessidade de aderir à Lei de Proteção de Dados do país. A investigação começou em junho de 2021, quando o órgão regulador inspecionou a rede social e descobriu os empecilhos impostos aos usuários na tentativa de negar os cookies.

Conforme explica a CNIL, para seguir com a decisão de rejeitar o compartilhamento de dados, os usuários teriam que realizar vários cliques direcionados, enquanto a opção de aceitar poderia ser feita através de um único botão. Segundo o artigo 82 do DPA, para que o consentimento seja garantido, é preciso oferecer uma abordagem equilibrada na apresentação das opções — o que não acontecia na plataforma do TikTok. A empresa só implementou um botão equivalente com a opção de "Rejeitar tudo" em fevereiro de 2022.

Os cookies são arquivos residuais que deixamos ao visitar um site. Eles são utilizados para personalizar a experiência do usuário e identificar a pessoa que está acessando o conteúdo. (Imagem: Reprodução/Thinkstock/deanrobot)
Os cookies são arquivos residuais que deixamos ao visitar um site. Eles são utilizados para personalizar a experiência do usuário e identificar a pessoa que está acessando o conteúdo. (Imagem: Reprodução/Thinkstock/deanrobot)

Já a segunda infração é sobre a descrição insuficiente dos objetivos dos cookies no banner. A CNIL explica que os usuários que clicaram no link para saber mais, não tiveram detalhes sobre a finalidade do compartilhamento de dados. Essas estratégias mais agressivas de coleta de dados são comuns entre as big techs e estão sendo penalizadas em peso pela Comissão.

Os últimos casos foram da Apple, que recebeu uma multa de US$ 8,5 milhões (R$ 43,5 milhões), do Facebook, com uma penalidade de US$ 68 milhões (R$ 350 milhões) e do Google, cobrado em US$ 170 milhões (R$ 870 milhões).

Confira a resposta do porta-voz do TikTok ao portal BleepingComputer, a seguir:

Essas descobertas estão relacionadas a práticas anteriores que abordamos no ano passado, incluindo facilitar a rejeição de cookies não essenciais e fornecer informações adicionais sobre os propósitos de determinados cookies. A própria CNIL destacou nossa cooperação durante a investigação e a privacidade do usuário continua sendo uma prioridade para o TikTok.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: