Mercado fechará em 4 h 44 min
  • BOVESPA

    121.907,70
    -1.668,86 (-1,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.157,24
    -476,67 (-0,92%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,13
    -1,43 (-2,03%)
     
  • OURO

    1.808,30
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    39.442,76
    +1.304,30 (+3,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    972,07
    +45,30 (+4,89%)
     
  • S&P500

    4.409,76
    -13,39 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    34.889,31
    -227,09 (-0,65%)
     
  • FTSE

    7.124,24
    +18,52 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.048,00
    +1,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1757
    +0,0102 (+0,17%)
     

TikTok deve introduzir ferramenta de automação para exclusão de vídeos ilegais

·3 minuto de leitura

O TikTok está em fase de conclusão de um sistema de automação para bloqueio de vídeos que violem suas políticas assim que forem enviados. Essa novidade também deve contar com uma metologia específica para notificar usuários quando seu conteúdo for removido. As mudanças são parte de um esforço para ser mais transparente sobre a moderação.

A ideia é restringir a disseminação de conteúdo ilegal de modo mais efetivo, além de evitar que as pessoas tenham contato com materiais desagradáveis, como violência, abuso, nudez e uso de drogas. Hoje, a equipe de segurança precisa revisar e analisar uma a uma as denúncias recebidas, e a mudança deve deixá-la focada em resolver coisas mais subjetivas, como discursos de ódio, intimidação e assédio.

(Imagem: Divulgação/TikTok)
(Imagem: Divulgação/TikTok)

Espera-se que a rede social já comece a experimentar a deleção automática de vídeos em várias categorias. Os primeiros temas contemplados serão relacionados a segurança de crianças e adolescentes, nudez ou atividades sexuais sugestivas, conteúdos violentos e explícitos, atividades ilegais e incentivos a violação de leis.

Segundo o TikTok, esse mecanismo terá elevado grau de precisão na identificação do que viola as diretrizes da comunidade. Nos experimentos iniciais, a taxa de falsos positivos ficou em 5%, percentual bastante aceitável se considerar o caráter primordial da ferramenta.

Para situações de falhas do algoritmo, o usuário terá a opção de enviar um pedido de revisão. Esses casos podem causar algum transtorno no começo, mas vão ajudar a calibrar o sistema e torná-lo ainda mais preciso.

Sistema de strikes

Uma das adições do novo sistema é a análise considerando o histórico da conta. Devem ser analisadas a quantidade e a gravidade de violações ao longo do tempo, que serão fatores importantes no momento da exclusão de um vídeo.

Isso é chamado lá fora de política do strikes: quanto mais violações tiver, maior a chance de ser penalizado rapidamente. É importante ressaltar, contudo, que há tolerância zero contra certos tipos de materiais, como os relacionados a abuso sexual infantil, o que resultará em banimento automático independentemente do histórico.

Se o usuário recorrer e a plataforma entender que houve um erro, o strike será removido e a pessoa continuará com a sua “ficha limpa”, com o registro apagado do histórico. As violações acumuladas devem expirar com o tempo, mas o TikTok não revelou quando isso ocorrerá.

Por enquanto, os testes serão realizados com pequenos grupos em diversos países — embora ainda não se saiba quais. A nova metodologia será introduzida a partir de hoje e pode ter impacto no volume de vídeos transitados na rede.

Na semana passada, o TikTok excluiu mais de 7 milhões de contas da plataforma porque pertenciam a usuários com menos de 13 anos. A plataforma também tem introduzido recursos para facilitar a moderação de comentários, evitando práticas como bullying ou abuso contra criadores de conteúdo.

O Canaltech entrou em contato com a representação do TikTok no Brasil e aguarda resposta para saber se o sistema será aplicável por aqui. Assim que houver novidades, este texto será atualizado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos