Mercado abrirá em 3 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,49
    +0,58 (+0,82%)
     
  • OURO

    1.861,20
    -18,40 (-0,98%)
     
  • BTC-USD

    39.156,61
    +3.407,90 (+9,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    975,21
    +33,40 (+3,55%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.163,68
    +29,62 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.029,00
    +34,75 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1908
    -0,0018 (-0,03%)
     

TikTok agora permite deletar e denunciar vários comentários de uma só vez

·2 minuto de leitura

O TikTok lançou nesta quinta-feira (20) uma nova maneira para os criadores gerenciarem a interação com seus conteúdos. A rede explica que é muito desencorajador colocar tanto empenho na produção de vídeos e receber comentários maldosos, por isso vai permitir a exclusão múltipla desse tipo de material.

Perfis que fizeram qualquer tipo de bullying ou falas depreciativas poderão ser bloqueados e reportados em bloco — dá para realizar a ação em até 100 comentários ou contas simultâneas. O objetivo é dar mais poder aos influenciadores e evitar a disseminação de ódio na rede.

Em vez de apagar um por um, o trabalho agora ficou facilitado (Imagem: Divulgação/TikTok)
Em vez de apagar um por um, o trabalho agora ficou facilitado (Imagem: Divulgação/TikTok)

Para gerenciar as interações nos vídeos, basta pressionar no comentário desejado durante algum tempo ou clicar no ícone do lápis, localizado no canto superior esquerdo, para abrir uma janela com opções. Aí basta selecionar o que quer fazer e pronto.

Mas, como nem tudo são flores, é preciso ficar atento a vídeos com experimentos, desafios ou conteúdos que propaguem mentiras. Com essa opção de deletar conteúdos, fica muito fácil para um criador desonesto apagar qualquer interação que desminta seu material ou que tente esclarecer os fatos. Isso vale também para as marcas, que poderão esconder problemas em seus produtos ou serviços, por isso é bom ter cautela.

A novidade chega hoje ao Brasil e deve ser expandida para outros países nas próximas semanas como parte de uma estratégia da empresa para criar uma comunidade acolhedora e pautada pela gentileza.

Ferramentas de combate à intimidação virtual

Exclusões e remoções de conteúdo são tema polêmico em redes sociais porque envolvem a liberdade de expressão. Neste quesito, pode-se considerar que a rede social chinesa está na vanguarda. Todos os concorrentes do TikTok levaram muitos anos para implementar políticas de filtragem de conteúdo e de aviso sobre comentários inapropriados.

Vídeos com práticas perigosas também avisam o usuário sobre o risco antes ed compartilhar (Imagem: Divulgação/TikTok)
Vídeos com práticas perigosas também avisam o usuário sobre o risco antes ed compartilhar (Imagem: Divulgação/TikTok)

Recentemente, o TikTok liberou uma opção para filtrar os comentários que vão aparecer de modo público no perfil. Quem escreve comentários maldosos é notificado com um aviso para refletir antes de postar aquilo no vídeo. Outra adição é a restrição de conteúdo para usuários entre 13 e 17 anos, assim eles não verão nada que seja impróprio para a idade. Eles também tem outros tipos de bloqueio no acesso a Duetos, Mensagens Diretas e comentários vindos de perfis com reputação duvidosa.

No começo de abril, um novo guia de prevenção ao bullying foi publicado no Centro de Segurança para ajudar as famílias a identificar casos e saber como lidar diante de uma situação similar. Segundo a plataforma, a ideia é levar o tema para próximo dos adolescentes e suas famílias, afinal, na maioria das vezes, os pais nem ficam sabendo dos casos.

O que acha dessa novidade do TikTok? Parece uma ótima ferramenta para quem já é popular na rede, concorda? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: