Mercado abrirá em 2 h 57 min
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,02
    -0,93 (-1,26%)
     
  • OURO

    1.811,10
    -6,10 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    39.594,00
    -2.229,41 (-5,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    966,06
    +16,16 (+1,70%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.108,81
    +76,51 (+1,09%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.042,50
    +86,75 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1999
    +0,0119 (+0,19%)
     

TikTok é acusado de preconceito racial e se desculpa sinalizando para um erro de algoritmo

·2 minuto de leitura
TikTok é acusado de preconceito racial e se desculpa sinalizando para um erro de algoritmo
TikTok é acusado de preconceito racial e se desculpa sinalizando para um erro de algoritmo

O TikTok foi acusado recentemente de censurar palavras que estavam prejudicando campanhas contra o racismo, como o “Vida negras importam” (ou Black Lives Matter, em inglês), que apoia e defende a voz de pessoas pretas dentro da sociedade. Quem percebeu o banimento de palavras foi um usuário da plataforma, que ao tentar adicionar à sua biografia algumas frases em apoio à causa, teve o conteúdo identificado como “conteúdo impróprio.”

Segundo informações do tabloide Mit Technology Review, Ziggi Tyler, que faz parte do TikTok’s Creator Marketplace, ou seja, é um criador de conteúdo, publicou um vídeo na própria plataforma do TikTok sinalizando não apenas a censura de frases como “A vida dos negros é importante”, “apoiando os negros”, “apoiando as vozes negras” e “apoiando o sucesso dos negros”, mas acrescentando que, quando ele adicionava as mesmas frases em uma versão de apoio aos brancos, a rede social entendia como “aceitável”.

No vídeo, Tyler vai escrevendo as frases e mostrando as notificações da rede social a determinadas frases. Ele destaca que ao escrever “Eu sou um neo nazi” a plataforma reage de forma natural, enquanto quando digita “Eu sou um homem negro”, a rede emite um alerta.

@ziggityler

#greenscreenvideo I’m going live in 30 minutes to answer questions. Y’all need to get this message out. Please. #fypシ #fyp #wrong #justice

♬ original sound – Ziggi Tyler

A denúncia do criador foi visualizada por mais de 1 milhão de pessoas e viralizou, causando revolta em grande parte dos usuários. Em entrevista ao Insider, um porta-voz do TikTok se desculpou pelo erro, que considerou “significativo”, e explicou que o que Tyler estava vendo era o resultado de um filtro automático definido para bloquear palavras associadas a incitação ao ódio.

“Nossas proteções do TikTok Creator Marketplace, que sinalizam frases normalmente associadas a incitação ao ódio, foram erroneamente configuradas para sinalizar frases sem respeito à ordem das palavras. Reconhecemos e pedimos desculpas por como isso foi frustrante experiência, e nossa equipe está trabalhando rapidamente para corrigir esse erro significativo. Para ser claro, Black Lives Matter não viola nossas políticas e atualmente tem mais de 27 bilhões de visualizações em nossa plataforma”, disse a empresa.

Leia mais!

Um problema recorrente

Contudo, não é a primeira vez que o TikTok é acusado de discriminação. Somente este ano a plataforma foi acusada de aplicar filtros de beleza em usuários sem perguntar e sem opção para desativar. O efeito afinava o rosto e causou alvoroço entre os usuários.

Em outra situação, a rede social bloqueou legendas automáticas com a frase “mulheres asiáticas” e baniu a hashtag intersex, nome que se refere a pessoas que não se identificam com nenhum dos sexos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos