Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.840,10
    +379,55 (+0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,90
    -2,44 (-2,59%)
     
  • OURO

    1.816,70
    +9,50 (+0,53%)
     
  • BTC-USD

    24.110,59
    +13,41 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,25
    +2,97 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.569,75
    +258,50 (+1,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2034
    -0,1203 (-2,26%)
     

Thinktank do governo chinês propõe meta de crescimento acima de 5% para 2022

·1 min de leitura

PEQUIM (Reuters) - O principal "thinktank" --um tipo de centro de estudos-- do governo da China recomendou nesta segunda-feira que o governo estabeleça uma meta de crescimento econômico acima de 5% para o próximo ano, à medida que a economia desacelera devido aos persistentes casos de Covid-19 e aos altos preços das commodities.

"Uma meta acima de 5% deixa uma certa margem de manobra, o que é uma decisão relativamente prudente. Também permitiria que todas as partes se concentrassem em promover reformas e inovação e pressionaria por um desenvolvimento de alta qualidade", disse a repórteres Li Xuesong, pesquisador da Academia Chinesa de Ciências Sociais (CASS, na sigla em inglês).

A segunda maior economia do mundo deve crescer cerca de 5,3% em 2022, de acordo com um livro azul anual divulgado pelo CASS no briefing, embora o relatório alertasse que a previsão poderia ser ajustada para menos dependendo da situação da Covid-19.

Os assessores do governo vão recomendar que as autoridades estabeleçam uma meta de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2022 abaixo do alvo estabelecido para 2021 de "acima de 6%", informou a Reuters, em meio a crescentes ventos contrários decorrentes de problemas no setor imobiliário, exportações enfraquecidas e estritas restrições à Covid-19 --que têm limitado o consumo.

O thinktank também recomenda que o governo estabeleça uma meta de cerca de 5,5% para a taxa de desemprego urbano e um objetivo de cerca de 3% para a inflação ao consumidor no próximo ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos