Mercado abrirá em 2 h 29 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,38
    -1,59 (-2,21%)
     
  • OURO

    1.759,00
    +7,60 (+0,43%)
     
  • BTC-USD

    44.920,24
    -3.142,75 (-6,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.122,56
    -102,97 (-8,40%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.843,69
    -119,95 (-1,72%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.165,25
    -160,75 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1883
    -0,0111 (-0,18%)
     

Thiago Braz celebra o bronze na Olimpíada de Tóquio e lembra: 'Nada foi fácil para mim nesses cinco anos'

·2 minuto de leitura


O saltador Thiago Braz comemorou a medalha de bronze conquistada na Olimpíada de Tóquio após conseguir saltar para 5,87m. Em entrevista ao canal "Sportv" ainda na pista, o medalhista relembrou as dificuldades que passou nos últimos cinco anos. O paulista trocou de técnico, ficou sem clube, sofreu para retomar o ritmo e ainda chegou a se afastar da elite do salto com vara.

> Confira todas as medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

- Representa, dentro das Olimpíadas ainda, uma resiliência. Nada foi fácil para mim nesses cinco anos, mas me superei e estou trazendo essa medalha para o Brasil. Muito feliz pela minha esposa e minha família inteira, que me ajudou a dar a volta por cima. Eu acredito muito em Deus, foi o que me deixou de pé esses anos, querer me superar, chegar como esperança de medalha e tentar o ouro - disse Thiago ao Sportv.

- Eu estava confiante para conseguir o ouro, mas não deu. Dois dias atrás, sonhei que tinha conquistado o bronze. Olhei no peito e não gostei muito, queria a de ouro, mas mesmo assim agradeci. Eu tinha uma certa certeza que 5,87 metros era medalha - concluiu.

Thiago Braz foi ouro no Rio 2016 depois de conseguir saltar para 6,03m. Dessa vez, em Tóquio, ele acredita que poderia ter saltado para, pelo menos, 5,92m, mas, por um "erro bobo", não conseguiu. Mesmo assim, o atleta de 27 anos destacou que se sente grato por voltar ao pódio.

- Estou muito grato por estar voltando a pegar pódio, por dar 100% de mim na prova, ver que as coisas podem acontecer. Hoje, por um erro muito bobo, acabei não saltando 5,92 metros. Me fez perder a prata, mas acontece. Não foi fácil para mim, vinha de cãibras nas panturrilhas. A direita ainda estava doendo hoje e fui aquecendo durante a prova - disse Thiago.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos