Mercado fechado

Thelminha Assis desmente boatos de que estaria em Manaus para tomar vacina contra Covid-19: 'Bato de frente mesmo'

Naiara Andrade
·3 minuto de leitura
Foto: Instagram/reprodução

Em Manaus desde terça-feira, a campeã do "Big Brother Brasil 20" Thelminha Assis viajou até a cidade para ajudar no combate à pandemia de Covid-19. Ela foi fotografada por funcionários ao dar plantão no Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto. Nos stories do Instagram, a ex-BBB agradeceu à equipe do hospital e desmentiu boatos de que teria ido ao Amazonas furar a fila da vacina.

"Eu não tinha necessidade de sair de São Paulo para pegar lugar de ninguém na fila da vacina. Sonho com o dia que eu vou tomá-la vacina pela minha faixa etária de 36 anos, sem doença pré-existente, lá no final da fila. Eu só espero que os profissionais de saúde que estão aí ralando desde o começo da pandemia, que todos eles tomem, tanto aqui quanto em todos os lugares", esclareceu Thelma, que pediu doações para Manaus: "Para você que se preocupou se eu estou furando a fila da vacina, transfere sua preocupação por Pix para ajudar. A gente continua comprando insumos e oxigênio".

Em entrevista ao EXTRA nesta quarta-feira (20), a médica afirmou que entrou no "BBB20" sabendo que teria que lidar com críticas, mas que não tolera a ofensa.

— As pessoas são livres para gostar e desgostar de quem elas quiserem. Quando a gente se expõe num reality show, a gente entra sabendo disso. Eu lido muito bem com críticas, tento tirar algo construtivo pra mim. O que eu não tolero é ofensa, achar que internet é terra de ninguém, partir para o lado da injúria, que mexe com o nosso psicológico, a nossa moral. Esse tipo de hater eu não admito e bato de frente mesmo — disse Thelma ao EXTRA.

A ex-BBB se uniu a um grupo de artistas que se mobilizou para doar insumos para Manaus na semana passada. O humorista Whindersson Nunes foi um dos primeiros a mobilizar sua grande rede de amigos famosos para arrecadar doações. Tirullipa, Tatá Werneck, Simone, Tierry, Marília Mendonça, Wesley Safadão, Fabio Porchat, Jorge e Mateus, Alok, Paulo Coelho, entre muitos outros, se dispuseram a contribuir.

"Queria agradecer ao pessoal do hospital, que hoje me recepcionou muito bem. Parabéns pelo trabalho de vocês, uma equipe superorganizada apesar de todas as dificuldades. Desde a enfermagem até as meninas da faxina. Muito obrigada pelo carinho", agradeceu Thelma, que explicou como está a situação da cidade: "Manaus está em lockdown, os casos estão aumentando muito rápido. Então, continuem se cuidando. No interior, falta de oxigênio, outros insumos faltando. A gente fez uma campanha e continua correndo atrás".

A assessoria de Thelma também emitiu uma nota sobre o assunto:

“A médica e comunicadora Thelma Assis já vinha se engajando na campanha 'Respira Amazonas' desde as primeiras notícias da situação da cidade. Após ajudar na campanha de arrecadação de cilindros de oxigênio e insumos, ela optou ir para Manaus, para dar todo o suporte necessário como médica nos hospitais. Thelma não tomou a vacina e nem tomará em Manaus. Ela está na fila como pessoa comum, aguardando a sua vez. Reforçamos que ela foi única e exclusivamente com o intuito de ajudar nos hospitais de lá."