Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,23 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,34 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +0,19 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    50.061,75
    +1.504,62 (+3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,20 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,51 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    -11,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7806
    -0,0053 (-0,08%)
     

Thaynara OG e mais: as famosas que tiveram complicações com a lipo LAD

Amábile Reis
·5 minuto de leitura
Famosas que tiveram complicações com a lipo LAD (Foto: Reprodução/Instagram)
Famosas que tiveram complicações com a lipo LAD (Foto: Reprodução/Instagram)

Você pode não imaginar, mas, de acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (Isaps), desde 2010, a média anual de lipoaspirações realizadas no Brasil é de 217.481. Ou seja, no país, a cada 24 horas, são feitos 596 procedimentos do tipo.

Leia também

Em 2020, nós ainda nos deparamos com o “boom” da lipo LAD, que pode ser também conhecida como lipo de alta definição ou lipo HD. Ludmilla, por exemplo, foi uma das celebridades pioneiras a ser adepta à cirurgia. Mas, qual seria a diferença entre a novidade e a opção tradicional?

Segundo o cirurgião plástico Antonio Melo, a versão mais moderna define melhor as curvas da pessoa. “A ideia é trazer o relevo da musculatura que fica debaixo da pele, que possui áreas mais positivas e áreas mais negativas. Então, ao invés de o cirurgião lipoaspirar para deixar tudo homogêneo na camada de gordura, ele irá lipoaspirar mais em um lugar e menos em outro, para, assim, intensificar a definição do corpo”, explicou. O valor médio da operação é em torno de R$ 60 a 70 mil .

“O procedimento é indicado para aquele paciente que tem um conjunto muscular trabalhado e definido e pouca quantidade de gordura entre a pele e o músculo. Inclusive, retirar muita gordura nessa cirurgia pode apresentar um risco. Então, geralmente, são pacientes que já têm um grupo muscular bem definido e o cirurgião só vai acabar de contornar a região”, ressalta o médico.

Com esse conceito e com tantas famosas divulgando a cirurgia, parece até que a tal lipo LAD é milagrosa, né? Afinal, que mulher já não sofreu pressão estética para ter um abdômen trincado como em um passe de mágica? Entretanto, como qualquer operação, o procedimento apresenta riscos que podem chegar a ser fatais.

Em janeiro deste ano, a influenciadora digital Liliane Amorim faleceu após complicações em uma lipoaspiração. Liliane realizou a cirurgia no dia 9 de janeiro. E, no dia 15, precisou dar entrada no hospital. Dois dias depois foi encaminhada para uma UTI e não resistiu.

Segundo a perícia, a influenciadora morreu por um erro médico, em decorrência a uma infecção que foi causada por uma perfuração no intestino na hora da operação. A família já manifestou que processará o especialista responsável por negligência. Os parentes de Amorim disseram que a vítima se queixou para o cirurgião de dores ao longo de seis dias, mas que ele menosprezou os seus sintomas.

Além de Amorim, Thaynara OG foi uma das famosas que relatou ter apresentado complicações sérias após realizar o procedimento, em março de 2020, e que também foi mal assistida pelo médico responsável pela operação. Ela disse que só foi encaminhada para a unidade de tratamento intensivo após a mãe dela insistir no hospital. Em um vídeo no Instagram, a maranhense chegou a dizer que pensou que fosse morrer.

Thay relatou que sempre sofreu por conta de inseguranças com o corpo e, então, decidiu fazer a lipo LAD que "várias influenciadoras estavam fazendo". "Sabe quando você vê muita gente fazendo a mesma coisa e você começa a achar: ‘Nossa, por que eu não faço em mim? Nossa, eu acho que eu preciso disso também. Nossa, é muito fácil, olha esse antes e depois, é como arrancar um dente", pontua.

No dia seguinte à operação, Thaynara apresentou complicações e foi enviada às pressas para a UTI. Ela chegou, inclusive, a ter que fazer transfusão de sangue e não conseguia dormir tamanha a dor. "Eu poderia ter partido por uma besteira, sabe? Isso mexeu muito com a minha cabeça", desabafou.

Outro nome que teve problemas com a lipo LAD foi Giovanna Chaves. A atriz causou polêmica nas redes sociais ao anunciar que faria o procedimento, ainda mais por ter tantas meninas jovens a seguindo e se inspirando nela.

Após a cirurgia, Giovanna descreveu o pós-operatório como “horrível e muito desconfortável”. "Tem roxos no meu corpo inteiro. Ao levantar para ir ao banheiro, sinto muita tontura e, às vezes, acho que vou desmaiar", disse nos Stories.

Para piorar, depois de algumas semanas de pós-operatório, ela revelou ter tido uma complicação no processo de recuperação. A atriz teve fibrose, que é quando há uma má formação de tecido, que cria como se fosse uma cicatriz interna. Em casos mais simples, o problema pode ser resolvido com drenagem linfática. Nos mais graves, pode ser necessária outra cirurgia.

Igual a Giovanna, Virginia Fonseca relatou ter sentido muita dor no pós-operatório do procedimento, que definiu como mais invasivo que a lipo normal. "Acabei de sair da sala de cirurgia. Estou mal. A posição [na cama] não está me favorecendo, está doendo demais", confirmou em um vídeo.

A influenciadora digital também ficou com roxos espalhados pelo corpo e não escondeu dos fãs como estavam os hematomas.

Então, como prevenir esses problemas e não sofrer como essas famosas? O cirurgião Antonio Melo aconselha a paciente a fazer vários exames para atestar o estado de saúde dela e a procurar realizar a operação em um ambiente hospitalar, com uma equipe médica treinada. Você pode confirmar os dados dos cirurgiões credenciados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica neste link.

“Já no pós-operatório, em geral, é importantíssimo realizar drenagens linfáticas, que fará uma reabilitação nos tecidos que foram mexidos para cicatrizarem de uma maneira homogênea. E também é recomendado o uso de cintas compreensivas”, afirmou o especialista.

Mas, talvez, o mais importante a se lembrar é que ninguém precisa fazer lipo LAD, já que se trata de uma operação com apenas fins estéticos. Então, que tal trabalhar mais na autoaceitação do seu corpinho, do jeito que ele é? Para finalizar, deixamos um vídeo da influencer Polly Oliveira para você se inspirar a embarcar nessa jornada de amor próprio.