Mercado fechado

Testemunha diz que filha de Flordelis se automutilou após briga com a deputada

Carolina Heringer
·1 minuto de leitura
Foto: Arquivo pessoal

Uma das testemunhas ouvidas na audiência do processo no qual Flordelis dos Santos é ré pela morte do pastor Anderson do Carmo denunciou que uma das filhas adotivas da deputada, de 15 anos, se automutilou após uma briga com a parlamentar. Regiane Campos afirmou que o fato ocorreu há cerca de duas semanas. Segundo ela, a menina feriu seu próprio braço com um estilete após ter sido chamada de lixo por Flordelis.

O assistente de acusação, Ângelo Máximo, apresentou fotos que Regiane afirma serem do braço de Ágatha ferido. O EXTRA teve acesso às imagens, nas quais é possível ler "EU S LIXO". A testemunha alegou que teve conhecimento das automutilacoes por outra jovem que morava na casa, mas que foi expulsa após uma discussão com Flordelis.

— A Flordelis ficou com raiva de alguma coisa e descontou na menina. Disse que era ela um lixo, que não era a filha que ela queria. E falou que se ela (filha) não parasse, daria motivos para chamarem ela de assassina. De certa forma, disse que mataria a criança, né? — relatou Regiane.

A testemunha ainda relatou que a garota que se automutilou e outras seis crianças na casa sofrem maus tratos. Ela pediu que o Ministério Público intervenha a favor dos menores. Regiane acrescentou que atualmente as crianças e adolescentes passam fome na residência.

A juíza Nearis dos Santos afirmou que determinará o envio de cópia do depoimento de Regiane para a Vara de Infância e Juventude, além do Conselho Tutelar.

— Ela (Flordelis) trata as crianças como lixo. Teve até briga do arroz lá dentro, por comida. Estão comendo arroz com arroz — afirmou Regiane.