Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.534,51
    -7,00 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Teste de voo tripulado da nave Starliner rumo à ISS é adiado novamente

O primeiro voo tripulado da cápsula Starliner, da Boeing, deverá ser lançado em abril de 2023. Segundo comunicados da NASA e da empresa publicados na quinta-feira (3), o novo cronograma soluciona o conflito de tráfego de naves que estarão na Estação Espacial Internacional (ISS), e permite também que a agência trabalhe junto da Boeing nos ajustes finais para o voo.

Inicialmente, a Boeing esperava lançar a missão até o fim de 2022, mas em agosto anunciou que o lançamento seria adiado para fevereiro de 2023. Quando for lançado, o Teste de Voo Tripulado (ou "CFT", na sigla em inglês) levará os astronautas da NASA Barry Wilmore e Suni Williams. A missão Starliner-1, a primeira operacional com a Starliner, deve ser lançada após o teste de voo, levando Scott Tingle e Mike Fincke.

Na nova publicação, os oficiais da NASA destacaram que a cápsula Starliner e o foguete Atlas V, que irá lançá-la, estão no caminho certo para ficarem prontos para a missão já no início de 2023. “A equipe continua trabalhando para finalizar as anomalias na [missão] OFT-2, e seguem em parceria para identificar o trabalho avançado e garantir que todos os requisitos para o voo tripulado sejam cumpridos”, finalizaram.

Ali, eles se referiram ao teste de voo não tripulado Orbital Flight Test 2 (OFT-2), lançado em maio. Como o nome indica, esta foi a segunda tentativa de levar a nave Starliner, sem astronautas a bordo, rumo à ISS — a primeira aconteceu em 2019, mas a cápsula sofreu diferentes falhas de software e não conseguiu alcançar seu destino.

Já na OFT-2, ela chegou à estação com sucesso. Entretanto, o voo aconteceu acompanhado de algumas pequenas anomalias, como falhas em alguns dos propulsores da cápsula. Desde então, a NASA e a Boeing seguem estudando os problemas observados, para solucioná-los antes da próxima missão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: