Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.054,10
    -220,72 (-0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

Testamos o XC40 Recharge Pure Electric: brutalidade e segurança no primeiro carro 100% elétrico da Volvo no Brasil

·9 minuto de leitura
Testamos o XC40 Recharge Pure Electric: brutalidade e segurança no primeiro carro 100% elétrico da Volvo no Brasil
Testamos o XC40 Recharge Pure Electric: brutalidade e segurança no primeiro carro 100% elétrico da Volvo no Brasil

O XC40 Recharge Pure Electric, primeiro carro 100% elétrico vendido pela Volvo no Brasil, é também um divisor de águas para a montadora sueca. A partir de agora, nenhum veículo da marca que tenha somente motor a combustão será vendido no Brasil.

A meta é ter 50% dos carros totalmente eletrificados por aqui até 2025. E os outros 50% híbridos, ou seja, com um motor movido a combustão e outro a eletricidade.

Leia mais:

E foi com o XC40 Recharge Pure Electric, que custa R$ 389.950 sem opcionais, a minha primeira experiência com um carro totalmente elétrico. Os dois motores, um em cada eixo, garantem potência de 408 cavalos e fazem com que o SUV vá de 0 a 100 km/h em incríveis 4,9 segundos.

O torque instantâneo de 660 N.m é algo impressionante. Brutalidade pura! É um convite para quem gosta de pisar no acelerador e por isso a cautela é ainda mais necessária.

Aliás, este é o carro mais rápido da Volvo (as retomadas violentas de velocidade na estrada que o digam) e o primeiro da marca a ter pneus diferentes, mais largos: 235mm na dianteira e 255mm na traseira. Isto faz com que a tração empurre ainda mais o SUV.

Vale lembrar que a montadora anunciou em maio de 2020 o plano de zerar as mortes de ocupantes dentro de seus veículos. Um dos mecanismos para isso foi limitar a velocidade máxima de seus modelos a 180 km/h.

XC40 Recharge Pure Electric
XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: André Lucena/Olhar Digital

O torque é dividido igualitariamente nos dois eixos, o centro de gravidade é baixo e a torção da carroceria é mais firme.

Outro aspecto impressionante é a ausência de ruído. Os motores são completamente silenciosos e é preciso até dar uma buzinadinha para que as pessoas saibam que está vindo um carro em um estacionamento de supermercado, por exemplo.

O XC40 Recharge Pure Electric é muito seguro. Andei com ele de Porto Alegre a Osório, no interior do Rio Grande do Sul, debaixo de muita chuva. Apesar das inúmeras poças, inclusive na pista da esquerda da Freeway (BR-290), não sofri com aquaplanagem e a viagem seguiu bem.

Já no Parque Eólico Osório, local escolhido pela Volvo para o evento de lançamento para a imprensa do XC40 Recharge Pure Electric, testei o SUV em uma pista de terra. Como também estava molhada e pisei bastante no acelerador, o carro patinou e por pouco não estraguei o test-drive. Passado o susto, segui para o hotel onde fiquei hospedado em Santo Antônio da Patrulha.

Autonomia da bateria e instalação de Wallbox

Todo o trajeto, que se iniciou próximo ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, teve 154km. A bateria não chegou nem na metade. Segundo a montadora, a autonomia da bateria de 78 kWh é de 418km com uma única carga completa.

Como é um veículo plug-in elétrico, ele pode ser carregado em uma tomada convencional ou por meio de Wallbox. Este, inclusive, foi meu questionamento para os executivos da Volvo.

XC40 Recharge Pure Electric
XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: André Lucena/Olhar Digital

Como fazer para que pessoas como eu, que moro em um edifício com algumas vagas compartilhadas e com assembleias complicadíssimas no que diz respeito ao entendimento entre os condôminos – imagino, aliás, que este seja o caso da maioria das pessoas que moram em prédios -, consigo instalar e utilizar um Wallbox sem grandes problemas?

A resposta veio através do diretor de marketing da Volvo Car Brasil, Rafael Ugo: “Realmente precisamos desconstruir o novo. As pessoas pensam que uma carga de bateria é cara, quando na verdade custa de R$ 7 a R$ 8, mais barato que usar um ferro de passar roupa. A Volvo vai começar a se comunicar com os administradores de condomínios através da Atom Services, que faz a instalação do Wallbox, para entender as dificuldades e explicar que o processo é super simples. Um engenheiro da Atom Services, inclusive, participará das assembleias”.

Wallbox do XC40 Recharge Pure Electric
Wallbox do XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: Fabio Aro/Volvo

Em um Wallbox com corrente alternada (AC), a bateria fica 100% recarregada em até 7 horas. Já com corrente contínua (DC), a estimativa da montadora é que 80% da bateria fique recarregada em 40 minutos.

De acordo com Ugo, o Brasil tem 800 carregadores instalados em supermercados, restaurantes, shoppings, eletropostos, entre outros locais. A previsão é que este número seja elevado para 1.000 até o fim deste ano.

Os Wallboxes e as instalações dos mesmos foram gratuitos para os 450 compradores do XC40 Recharge Pure Electric na pré-venda da Volvo. Caso queiram um segundo Wallbox, para uma casa na praia, por exemplo, o valor é de R$ 8.950 sem a instalação.

O peso do pacote das baterias do SUV é de 500 kg. No total, o carro pesa 2.188 kg.

Motores e bateria do XC40 Recharge Pure Electric
1. Bateria de alta tensão – O veículo contém uma bateria de alta tensão. A função da bateria de alta tensão é armazenar energia. Recebe energia carregando do circuito da rede principal ou através da frenagem regenerativa.
2. Bateria de 12 V – O veículo contém uma bateria de 12 V que inicia os sistemas elétricos do veículo e alimenta o equipamento elétrico no veículo.
3. Motores elétricos – O veículo contém dois motores elétricos que acionam o veículo e recuperam energia de frenagem para criar energia elétrica.

André Bassetto, diretor de produto e pós-vendas da Volvo Car Brasil, explicou que a média entre 25°C e 35°C é a ideal para a durabilidade da bateria. Em temperaturas entre -5°C e -10°C o radiador precisa aquecer para a bateria funcionar da maneira correta.

A medição da bateria é feita em percentual, assim como um celular, que não mostra em hora de uso. Quando está nos seus últimos 50km de autonomia o carro passa a indicar quantos quilômetros restam para o fim da bateria. Ao traçar uma rota, o veículo mostra a autonomia do carro em quilômetros.

Parceria com o Google

Um dos diferenciais do modelo é o inédito sistema operacional Google Automotive Services. Com ele, o motorista faz ligações, escolhe músicas, manda mensagens, liga e desliga o ar condicionado, entre outras ações. Tudo sem tirar as mãos do volante, usando apenas os recursos de reconhecimento de voz.

“Os clientes têm acesso a um amplo ecossistema de aplicativos nativos no carro via Google Play. Ou seja, eles instalam os aplicativos que quiserem, sem precisar de pareamento”, ressaltou Bassetto.

O Google Maps agora aparece em tela cheia. Antes era apenas na metade da tela. E o carro usa a antena amplificada e não o celular do usuário.

A internet fornecida pela operadora Claro é ilimitada por quatro anos, afirmou Bassetto.

Google Automotive Services no XC40 Recharge Pure Electric
Google Automotive Services no XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: Fabio Aro/Volvo

Segurança é um dos pontos fortes

Uma experiência muito bacana é o momento de ligar o veículo, que não tem o botão de partida. Basta entrar no carro com a chave e selecionar o câmbio na posição D que o SUV sai andando. Se o motorista ou o passageiro estiver sem o cinto de segurança, o painel avisa na mesma hora. Para desligar, basta colocar em P e sair do veículo.

A câmera 360 graus é um show à parte que, com o alerta de tráfego lateral (CTA) e com a frenagem automática, ajuda a evitar aquelas indesejadas raladinhas, principalmente quando estamos estacionando em locais apertados.

Câmera 360° do XC40 Recharge Pure Electric
Câmera 360° do XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: André Lucena/Olhar Digital

O sistema de alerta de mudança de faixa (LKA) é muito bom para não deixar que o motorista invada a pista do lado. O volante dá um toque sutil ao “encostar” na faixa e recoloca o carro na direção correta.

O sistema de alerta de ponto cego (BLIS) e o City Safety, que reconhece pedestres, ciclistas e animais de grande porte e pode frear e até esterçar o volante para evitar ou minimizar uma colisão também reforçam a segurança do XC40 Recharge Pure Electric.

Assim como o Pilot Assist e Controle de cruzeiro adaptativo (ACC), que conta com sensores e câmeras que monitoram as faixas das vias e um sistema que comanda a aceleração e a frenagem auxiliando no deslocamento do carro.

No meu caso, que já dei um “totózinho” no carro da frente enquanto mexia no WhatsApp em um congestionamento, o recurso One Pedal Drive ajuda muito. Quando acionado, ele usa apenas o pedal do acelerador para andar e, ao ir tirando o pé, para ir freando. Além de útil, ajuda a regeneração de energia e amplia a autonomia do veículo.

Detalhes e espaço para bagagens

Além das cores na versão híbrida, o SUV agora é vendido também na Sage Green, exclusiva para o modelo elétrico. As grades de entrada de ar ao motor foram substituídas por um belo painel com o logo da Volvo Cars.

Os bancos são revestidos em microtech. Já o carpete, volante e painel possuem acabamento em Cutting Edge Aluminium. O revestimento de chão foi fabricado integralmente com plástico reciclável.

Interior do XC40 Recharge Pure Electric 3
Interior do XC40 Recharge Pure Electric 3. Créditos: Fabio Aro/Volvo

O teto panorâmico elétrico é acionado com um simples toque. O carro conta com 4 entradas USB-C, duas na frente e duas ao lado do ar condicionado no banco de trás. São 13 alto-falantes 660kw da Harman Kardon com subwoofer do tipo “air-ventilated”. O som fica bastante potente.

As rodas de alumínio diamantadas são de 20 polegadas e contam com o TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus).

Roda do XC40 Recharge Pure Electric
Roda do XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: André Lucena/Olhar Digital

Como não tem motor a combustão, o carro possui um compartimento de 31 litros na parte dianteira. Somados aos 413 litros do porta-malas, totalizam 444 litros.

O porta-malas abre e fecha na função hands free, ou seja, basta estar com a chave na mão e passar o pé embaixo do compartimento para acioná-lo. O compartimento possui porta-sacolas e tampão dobrável.

Porta-malas do XC40 Recharge Pure Electric
Porta-malas do XC40 Recharge Pure Electric. Créditos: André Lucena/Olhar Digital

Não gostei da velocidade com que os vidros das janelas se movimentam. Poderiam ser mais rápidos.

Vale a pena comprar?

O preço é salgado, mas vale muito a pena, principalmente na economia a longo prazo e na questão da sustentabilidade. O XC40 Recharge Pure Electric é um veículo premium, com potência, segurança e conectividade.

Outro ponto positivo é que o SUV tem garantia de 3 anos, período em que conta com gratuidade nas revisões e no serviço Volvo OnCall. Além disso, são 8 anos de garantia da bateria.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos