Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.053,90
    -3.845,54 (-7,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Testamos o novo app do WhatsApp para PC; veja o que muda

·5 min de leitura

Nesta semana, foram descobertas as primeiras imagens do novo aplicativo do WhatsApp para Windows, este com base na Plataforma Universal do Windows (UWP). Pouco depois, o aplicativo foi encontrado no catálogo da Microsoft Store e, para entender bem o que vem por aí, o Canaltech correu atrás de mostrar o que muda nesta nova versão do programa de mensagens.

Dá para notar diferenças no aplicativo logo de cara: ele abre muito mais rápido do que a versão estável e tradicional do WhatsApp. Essa diferença era previsível, no entanto, uma vez que o novo aplicativo aproveita um conjunto de APIs criadas pela Microsoft para o desenvolvimento de apps para Win 10 e Win 11, a UWP.

Novo WhatsApp é bem diferente do aplicativo conhecido do PC e ainda tem pendências evidentes (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
Novo WhatsApp é bem diferente do aplicativo conhecido do PC e ainda tem pendências evidentes (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Na primeira vez que é aberto, o aplicativo requer que o usuário faça login via QR code — exatamente como acontece nas demais versões do mensageiro para PC. Do aplicativo para celular, é necessário entrar em “Aparelhos conectados” para fazer a leitura da imagem com a câmera e começar a utilização.

Neste sentido, o novo app já começa adiantado: o login em múltiplos dispositivos já funciona aqui — ou seja, dá para trocar mensagens mesmo se o celular estiver sem conexão com a internet. Essa novidade demorou muito para chegar para o app tradicional do WhatsApp Desktop, mas faz sentido que esteja embarcada no novo aplicativo logo de cara, considerando que todo mundo já pode utilizá-la à vontade atualmente.

Novo visual e funções exclusivas

A cara do WhatsApp UWP é bem diferente do app para desktop que estamos acostumados. As cores, fontes e vários elementos do app abraçam o visual do Windows 11, com cantos arredondados, efeitos de transparência e diversos outros detalhes nesse sentido.

Conversas, contatos e mensagens ficam no lugar de sempre, mas tudo parece "em construção" (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
Conversas, contatos e mensagens ficam no lugar de sempre, mas tudo parece "em construção" (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Animações do mensageiro também estão diferentes, agora bem mais trabalhadas para o PC. A aparência do menu de Configurações e de detalhes sobre grupos e contatos também foi retrabalhada — e, na prática, estão mais elegantes e intuitivos do que a versão anterior, sem tomar muito espaço na janela.

A função “Desenho” é uma das novidades dessa versão. Nela, os testadores acessam um quadro branco com funcionalidades básicas para fazer uma imagem — é como um Paint, mas bem mais enxuto. Não há como anexar imagens, tampouco fazer ajustes finos demais, mas o envio com um clique facilita as coisas para quem procura só enviar um rabisco feito na hora.

No mouse e teclado, a ferramenta de desenho serve apenas para fazer alguns rabiscos (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
No mouse e teclado, a ferramenta de desenho serve apenas para fazer alguns rabiscos (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Outra adição importante é o menu de contexto aprimorado no aplicativo para PC. Assim como acontece na versão desktop do Telegram, por exemplo, em vez de apresentar funções do aplicativo em uma seta posicionada no canto de cada balão de mensagem, as opções aparecem a partir do clique com o botão direito do mouse sobre o conteúdo.

Desta forma, fica muito mais fácil e intuitivo encontrar opções como encaminhar, responder, favoritar ou apagar — algo que faz bastante sentido para o uso no computador.

O menu de contexto muda se o clique for em cima de uma mensagem e apresenta funções que já estão inseridas no app (Captura: Douglas Ciriaco/Canaltech)
O menu de contexto muda se o clique for em cima de uma mensagem e apresenta funções que já estão inseridas no app (Captura: Douglas Ciriaco/Canaltech)

Porém, nem tudo são flores...

Os defeitos de agora

É um aplicativo em fase experimental e nem dá para encontrá-la na Microsoft Store pela pesquisa normal — mas o CT facilita sua vida e indica o caminho para você baixar o novo WhatsApp na Microsoft Store. Do login à primeira mensagem, tudo funciona bem, mas nem é preciso se aprofundar no app para notar que tem muita coisa pendente.

Detalhes sobre contatos ocupam menos espaço da tela e também podem ter sons personalizados para notificações (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
Detalhes sobre contatos ocupam menos espaço da tela e também podem ter sons personalizados para notificações (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Entre as ausências é possível destacar o seguinte:

  • Não há suporte completo para figurinhas — você pode vê-las, mas não enviar para ninguém e nem consultar o próprio catálogo;

  • Não há suporte para tirar fotos com a câmera do PC;

  • Não há como enviar contatos;

  • Não existe seção para conferir os status (publicações temporárias estilo stories do Instagram) dos contatos salvos;

  • O novo arquivamento de conversas não está disponível;

  • Opções de privacidade ainda são bem básicas;

  • Não há suporte para Picture-in-Picture;

  • Mensagens favoritas estão indisponíveis;

  • Não há suporte para o modo escuro.

Utilizar o aplicativo no estado atual não é uma experiência boa, por isso é interessante nem considerar migrar totalmente. Apesar de já estar em fase beta, o WhatsApp UWP ainda precisa de muito refinamento e, considerando a quantidade pendências, pode levar um bom tempo até tudo ficar em ordem.

Deve melhorar com o tempo

Contudo, é exatamente para isso que esse período serve: testar e implementar novidades. É bem provável que os recursos mais importantes do mensageiro estejam presentes assim que o WhatsApp liberar o app para todo mundo, então não dá para concluir que o aplicativo novo “é ruim e ponto final” — está tudo em construção, e é possível notar que ele deve melhorar.

Apesar das pendências, a reformulação do aplicativo também é a chance de o WhatsApp reavaliar as funcionalidades do aplicativo para PC e criar algo ainda melhor, com funções que antes não foram pensadas. A possibilidade de esconder a coluna de chats, abrir espaço para papéis de parede (ou, talvez, temas) personalizados, incluir um gerador de figurinhas são algumas das opções — mas o céu é o limite, basta ter interesse em continuar aprimorando o serviço.

Por enquanto, não há previsão para o lançamento em larga escala.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos