Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    18.917,79
    -434,10 (-2,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

Testamos! Motorola Edge 30 Pro atinge 2,3 Gbps com 5G da Claro em São Paulo

O sinal 5G estreou oficialmente na cidade de São Paulo no início de agosto, oferecendo internet móvel ultraveloz para os donos de aparelhos compatíveis com o formato. Então, a convite da operadora Claro e da fabricante Motorola, o Canaltech teve a oportunidade de testar a velocidade oferecida pela nova tecnologia.

O teste de velocidade do 5G+ da Claro foi realizado no último dia 25 de agosto, no pátio do prédio comercial da operadora na região de Santo Amaro, em São Paulo. No local, ficamos próximos a uma das antenas da opera na frequência 3,5 GHz, faixa de transmissão do 5G SA – ou 5G “Puro”.

Para mais, usamos o smartphone Motorola Edge 30 Pro durante a análise. Disponível no mercado brasileiro desde fevereiro de 2022, o flagship equipado com o chipset Snapdragon 8 Gen 1 da Qualcomm é, atualmente, o dispositivo mais poderoso da marca no país.

Em diversos momento da análise, o Speedtest indicou velocidade de donwload acima de 2 Gbps (Imagem: Lupa Charleaux/Canaltech)
Em diversos momento da análise, o Speedtest indicou velocidade de donwload acima de 2 Gbps (Imagem: Lupa Charleaux/Canaltech)

Resultados dos testes

Inicialmente, o aplicativo Speedtest foi usado para medir o desempenho do Edge 30 Pro ao se conectar ao 5G+ da Claro. Na média, o aparelho da Motorola obteve taxa de download 2,3 Gbps (2.300 Mbps) e, por estar em uma conexão 5G SA, taxa de upload de 110 Mbps com latência (tempo de resposta) de 13 ms.

Para um comparativo, o resultado é superior a muitas opções de serviço residencial de banda larga. Contudo, essa “ultra velocidade” poderá ser acessada por dispositivos móveis em qualquer lugar, garantindo mais rapidez ao navegar na internet, usar redes sociais, jogar games online e realizar streaming de conteúdos.

Diversos downloads de arquivos em segundos

Para usuários mais “leigos”, talvez os números não indiquem o que realmente o 5G pode oferecer. Por isso, realizamos testes com alguns serviços de streaming de música e de vídeo para exemplificar o poder da quinta geração de internet móvel da Claro.

Usando o aplicativo de um streaming de música, experimentamos fazer o download de uma playlist de música clássica com cerca de 5 horas de reprodução. Todas as 109 faixas, com qualidade de áudio normal, foram baixadas em apenas 28 segundos.

Ao usar um app de streaming de filmes e séries, o resultado foi ainda mais impressionante. O download de uma temporada completa de uma atração com 11 episódios de 45 minutos foi realizado em apenas 10 segundos. Praticamente, cada arquivo de vídeo em HD foi baixado em menos de 1 segundo.

Outro teste foi baixar o game Diablo Immortal, cujo arquivo tem 1,95 GB, diretamente da Google Play Store. O popular jogo da Blizzard demorou 2 minutos e 38 segundos para completar o download, o que ainda pode ser considerado um ótimo resultado para uma conexão móvel.

Streaming sem “engasgos”

Em São Paulo, é comum as pessoas usarem o celular para ver conteúdos no YouTube enquanto estão no transporte público. Durante a análise, foi possível acompanhar um trecho de um programa esportivo ao vivo, com resolução de imagem de 1080p, sem “engasgos”.

Ao realizar o streaming de um vídeo em 4K com cerca de 3 horas de duração, a conexão demorou alguns segundos para mostrar a imagem na resolução mais alta. Contudo, foi possível avançar ou voltar o conteúdo sem interrupções por buffering.

Com esses resultados, fica nítido que o 5G+ consegue entregar uma conexão móvel estável com alta velocidade de download e upload. Isso é uma vantagem tanto para quem busca apenas entretenimento quanto para profissionais que precisam estar sempre conectados.

Entretanto, vale mencionar que os testes foram realizados próximos a uma antena da rede 5G SA da Claro. Bem como, o Edge 30 Pro usado na análise tinha uma modificação de software para a agregação do 5G SA nas portadoras n1 (2,1 GHz), n40 (2,3 GHz) e n78 (3,5 GHz), garantindo maior largura de banda e taxa de download.

<a class="link " href="https://canaltech.com.br/produto/motorola/moto-g62/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Moto G62">Moto G62</a> 5G é uma opção intermediária para quem deseja ter acesso a nova geração de internet móvel (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G62 5G é uma opção intermediária para quem deseja ter acesso a nova geração de internet móvel (Imagem: Divulgação/Motorola)

Parceria Claro e Motorola

A Motorola foi a primeira fabricante a lançar smartphones com tecnologia 5G no Brasil com a série premium Edge em 2020. Atualmente, 60% do portfólio da empresa no mercado brasileiro é composto por aparelhos compatíveis com a nova tecnologia de internet móvel, incluindo os modelos intermediários Moto G.

Fernando Oka, especialista de produtos da Motorola, conta que os próximos aparelhos da marca que chegarão às lojas brasileiras já terão acesso ao 5G Full. Ou seja, serão telefones que terão suporte aos três formatos da quinta geração: 5G SA, 5G NSA e 5G DSS.

Atualização de software para alguns aparelhos

O representante da marca também revela que os aparelhos Edge disponíveis no mercado receberão em breve a atualização de software para a agregação do 5G SA. Essa combinação para maior largura de banda permitirá que os celulares atinjam a taxa de download vista no teste realizado pelo Canaltech.

Segundo Celso Birraque, diretor de Rede de Acesso da Claro, a introdução do 5G já teve uma forte aderência nas regiões brasileiras em que o sinal está disponível. Bem como, já há um aumento do tráfego de dados através do novo formato.

Indo além do mobile, a operadora atua para que a quinta geração de internet móvel seja usada em outros setores, como saúde, indústria, educação, finanças, mobilidade e segurança. Um caminho que levará a outras evoluções, com a expansão do uso da Internet das Coisas (IoT) e, mais adiante, a introdução de carros autônomos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: