Mercado fechará em 3 h 9 min

Tesla teria demitido centenas de funcionários por atraso do Model 3

A Tesla anunciou em 2 de outubro que tinha produzido apenas 260 dos sedãs Model 3 no terceiro trimestre, devido a "gargalos de produção", abaixo da meta do CEO Elon Musk, de 1.500 unidades até setembro

A Tesla Motors, que atrasou a meta de produção do seu Model 3, demitiu centenas de funcionários após uma avaliação anual de desempenho, disse uma pessoa envolvida na questão nesta segunda-feira (16).

Uma porta-voz da fabricante de carros elétricos confirmou as demissões, mas se negou a fornecer o número específico de dispensas.

"Bem como em todas empresas, a Tesla tem uma avaliação anual de desempenho, na qual um gerente e um funcionário discutem os resultados alcançados", disse o porta-voz.

"Como qualquer companhia, especialmente uma com mais de 33 mil funcionários, as avaliações de desempenho geralmente resultam em demissões. A Tesla continua a crescer e a contratar novos empregados no mundo todo".

Uma "ampla maioria" das demissões são de vagas administrativas e de vendas, disse uma pessoa envolvida na questão.

A Tesla, cofundada por Elon Musk, anunciou as primeiras entregas do Model 3 em julho. O veículo, com preço listado de 35 mil dólares, é o seu primeiro carro destinado ao mercado médio e é estratégico para seus planos de crescimento.

A Tesla anunciou em 2 de outubro que tinha produzido apenas 260 dos sedãs no terceiro trimestre, devido a "gargalos de produção", abaixo da meta de Musk de 1.500 Model 3 em setembro.