Mercado abrirá em 8 h 58 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,01
    +0,52 (+0,75%)
     
  • OURO

    1.780,40
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    50.717,04
    +1.730,92 (+3,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.308,54
    +48,38 (+3,84%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.647,09
    +297,71 (+1,28%)
     
  • NIKKEI

    28.282,01
    +354,64 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    15.853,50
    +10,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4285
    +0,0049 (+0,08%)
     

Tesla Model 3 e Model Y estão mais caros e “culpa” é da crise dos chips

·2 min de leitura

O Model 3 e o Model Y, dois dos principais carros elétricos da Tesla, estão mais caros. De novo. Segundo o site South China Morning Post, a montadora do bilionário Elon Musk remanejou, pela segunda vez em cinco dias, os preços dos dois modelos. E culpou a crise dos chips.

De acordo com a publicação, o Model 3 dotado de tração traseira e autonomia de 556 quilômetros sofreu um reajuste de 1,9% nesta quarta-feira (24) e já havia ficado 6,4% mais caro na sexta-feira anterior, dia 19 de novembro. O Tesla Y, por sua vez, ficou com o preço 1,9% mais alto após o novo reajuste nas lojas da China.

Os aumentos casaram com a decisão da montadora em deixar de oferecer descontos de 21% nos carros elétricos que saíam da fábrica em Xangai. Além disso, ela também informou que as portas USB nos consoles frontais dos carros feitos no país a partir de 6 de novembro “só serviriam para carregamento”, também por conta de peças necessárias para a configuração completa do acessório.

Aumento global

O país asiático, no entanto, não foi o único afetado pela alta nos preços. De acordo com o Electrek, Canadá e Estados Unidos também registraram aumento nos preços no Model 3 e do Model Y. No Canadá, no entanto, a “desculpa”, ou melhor, a justificativa da Tesla para o aumento foi diferente.

Segundo a montadora, o Model 3 não é mais elegível para fazer parte do programa de incentivos do governo para veículos elétricos, e isso acabou afetando diretamente o preço cobrado ao consumidor final. O carro da Tesla passou de US$ 54.490 para US$ 59.900.

Nos Estados Unidos, o automóvel também ficou mais caro e, em sua versão mais completa, está custando US$ 53.940, já inclusa a chamada “recompensa de combustível limpo” da Califórnia, incentivo que dá US$ 750 de desconto na compra de carros elétricos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos