Mercado abrirá em 9 h 56 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,65
    +0,29 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.784,90
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    50.310,45
    -136,29 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.316,40
    +11,28 (+0,86%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.229,49
    +232,62 (+0,97%)
     
  • NIKKEI

    28.837,63
    -22,99 (-0,08%)
     
  • NASDAQ

    16.385,25
    -7,00 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2768
    +0,0027 (+0,04%)
     

Tesla faz recall de 12 mil carros após problemas no piloto-automático

·1 min de leitura
Tesla, empresa de Elon Musk
Empresa disse que já identificou os erros e que está trabalhando para solucioná-los

(Associated Press)

  • Tesla recolherá cerca de 12 mil carros 

  • Motivo seria uma falha no piloto automático 

  • Erro está presente em veículos fabricados a partir de 2017 dos modelos S, 3, X e Y

Cerca de 12 mil carros da Tesla, empresa do bilionário Elon Musk, passarão por recall obrigatório. O motivo seria um problema no software do piloto automático, que poderia causar falsos avisos de colisão frontal ou ativação repentina do sistema de freio de emergência automático.

Ao todo, serão recolhidos 11.704 carros dos modelos S, 3, X e Y. De acordo com as informações da Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA) dos Estados Unidos, o problema está nos veículos que tiveram acesso antecipado ao software 10.3 do Full Self Driving (FSD), recurso de direção semiautomático presente no pacote AutoPilot.

Leia também:

“Essa desconexão de comunicação pode fazer com que as redes neurais de vídeo que operam naquele chip funcionem de forma menos consistente do que o esperado. A inconsistência pode produzir detecções de velocidade negativa do objeto quando outros veículos estão presentes, o que por sua vez pode levar a falsos [avisos de colisão frontal] e [frenagem automática de emergência]”, avisa o documento.

A Tesla informou que, dentro de algumas horas, identificou o erro e que já está trabalhando para solucioná-lo. Segundo a Reuters, a montadora “desinstalou o FSD 10.3 após receber relatórios de ativação inadvertida do sistema automático de frenagem de emergência” e lançou a versão 10.3.1 para os veículos afetados.

A NHTSA avisou que segue monitorando de perto a situação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos