Mercado fechado

Tesla enfrenta oposição em audiência sobre fábrica em Berlim

Stefan Nicola
·2 minutos de leitura

(Bloomberg) -- O projeto da Tesla de construir sua primeira fábrica de automóveis na Europa enfrenta um teste importante nesta semana em audiência pública nos arredores de Berlim, onde moradores apresentaram centenas de reclamações sobre uma série de questões, desde uso da água até poluição sonora.

Autoridades do estado de Brandemburgo, onde a Tesla está construindo uma fábrica em Gruenheide para montar até 500 mil carros por ano, receberam mais de 400 objeções ao projeto. As queixas se concentram no aumento do tráfego de caminhões na região, nas centenas de árvores derrubadas para dar lugar à fábrica e nos escassos recursos hídricos.

“Minhas preocupações são múltiplas”, disse o morador Frank Gersdorf enquanto fazia fila para participar da audiência na quarta-feira. “O problema é que o resultado final do processo, uma luz verde para a Tesla, parece que já está predeterminado.”

Segundo o cronograma, a fábrica deve iniciar a produção em meados de 2021 e sustentar os planos de expansão da Tesla na Europa. Embora a audiência seja um dos pré-requisitos para a aprovação final, autoridades alemãs sinalizaram repetidamente que estão por trás do projeto. Durante visita de Elon Musk ao local no início deste mês, o ministro de Economia da Alemanha, Peter Altmaier, prometeu ao diretor-presidente da Tesla toda a assistência necessária para colocar as instalações em funcionamento.

Pelo menos 114 pessoas que enviaram queixas foram à audiência em Erkner, nos arredores de Gruenheide, para discutir o projeto com representantes da Tesla, da concessionária de água local e do Ministério do Meio Ambiente do estado.

A audiência, que continuará na quinta e, possivelmente, na sexta-feira, mas não resultará em nenhuma decisão, teve um início acalorado. Vários participantes reclamaram da falta de transmissão ao vivo, e uma pessoa exigiu - sob fortes aplausos - que o presidente da audiência, Ulrich Stock, que representa o departamento de Meio Ambiente do estado, se demitisse por causa de um suposto viés. O pedido foi rejeitado após um breve recesso.

Embora a audiência seja atípica por causa do alto número de pessoas que pediram para falar, não se espera que isso atrase o processo geral de aprovação, disse Stock a repórteres durante um intervalo. Não é verdade que as autoridades já tenham decidido que o projeto será aprovado, afirmou.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.