Mercado abrirá em 40 mins
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,00 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,96 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,65
    -1,09 (-1,38%)
     
  • OURO

    1.648,80
    -6,80 (-0,41%)
     
  • BTC-USD

    18.866,16
    -262,03 (-1,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    432,23
    -12,31 (-2,77%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,29 (-1,62%)
     
  • FTSE

    6.968,43
    -50,17 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.294,50
    -82,25 (-0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1519
    +0,0543 (+1,07%)
     

Tesla é processada por "mentir" sobre direção autônoma dos seus carros

A Tesla está sendo processada em São Francisco, na Califórnia/EUA, por um motivo um tanto quanto inusitado; segundo a Reuters, a montadora de carros elétricos é acusada de enganar os clientes sobre as capacidades de direção autônoma dos seus modelos, muito por conta da nomenclatura do recurso "Full Self-Driving" ou "Autodireção completa", na tradução livre.

O Full Self-Driving (FSD) não transforma os carros da Tesla em autônomos e a empresa nunca os tratou assim, efetivamente, mas o nome dado ao recurso sugere que ele tenha o nível máximo de condução autônoma, sendo que, na verdade, os carros são avaliados com o nível 4 no ranking (o máximo é 5).

Todos os carros da Tesla podem ser equipados com o Full Self-Driving (Imagem: Divulgação/ Tesla)
Todos os carros da Tesla podem ser equipados com o Full Self-Driving (Imagem: Divulgação/ Tesla)

Segundo a Reuters, o autor do processo chama-se Briggs Matsko, que alega que a Tesla utiliza essa nomenclatura do recurso de direção para empolgar os clientes e faze-los comprar o pacote com o sistema de direção avançado. O FSD, é bom lembrar, ainda está em fase Beta, ou seja, não está completamente pronto.

Desde 2016, quando foi lançado o FSD, a Tesla já recebeu 36 processos, segundo a Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário dos EUA (NHTSA). Entre esses processos, estão aqueles efetuados pelas próprias autoridades, que investigam o sistema FSD.

Como já citamos aqui no Canaltech, muitos carros no mercado possuem recursos de direção semiautônomos que realmente ajudam no trânsito, como o Autopilot, da Volvo. Entretanto, eles estão bem longe de serem realmente carros autônomos.

A Tesla, é bom lembrar, nunca disse que seus carros eram autônomos, mas também nunca quis mudar a nomenclatura do pacote FSD.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: