Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.464,06
    -916,43 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,95 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,74
    +0,13 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.847,30
    -3,60 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    32.200,89
    -366,54 (-1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    649,50
    +2,18 (+0,34%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.556,58
    +165,32 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    28.692,38
    +146,20 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.557,75
    +72,25 (+0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5147
    +0,0039 (+0,06%)
     

VÍDEO: Termômetro infravermelho faz mal à saúde?

Redação Notícias
·1 minuto de leitura

Se você entrou em algum restaurante ou shopping durante a pandemia, deve ter sido rendido por algo que parece uma arma alienígena. Não demorou para que os grupos de Whatsapp começassem a espalhar mentiras, dizendo que o termômetro infravermelho faz mal à saúde.

A notícia absurda teria sido plantada por uma enfermeira australiana. Ela afirmava que um fantasioso raio infravermelho poderia atingir a glândula pineal, responsável pela produção e regulação de hormônios como a melatonina, que regula o sono.

Leia também

Outras notícias falsas ainda diziam que a luz poderia também levar à cegueira e causar câncer.

Vamos lá: não é o termômetro que emite radiação, e sim o corpo. Nosso calor sai da pele em forma de radiação infravermelha, que é captada por um sensor e interpretada pelo aparelho. Alguns deles emitem um laser-guia, mas serve apenas para mostrar onde a temperatura é tomada.

O laser é de baixa intensidade e atinge apenas uma camada superficial da pele. Sendo assim, não é capaz de atravessar o seu crânio, muito menos causar alguma doença. A Anvisa logo desmentiu em nota oficial, assim como profissionais de saúde do mundo todo que perderam um tempo precioso com essa afirmação bizarra.

Fica a dica: antes de sair compartilhando algo, confirme em algum lugar confiável a informação.