Mercado abrirá em 1 h 49 min
  • BOVESPA

    110.334,83
    +299,66 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.784,58
    +191,67 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,62
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.725,90
    +2,90 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    48.758,71
    +1.547,18 (+3,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    980,11
    -6,54 (-0,66%)
     
  • S&P500

    3.901,82
    +90,67 (+2,38%)
     
  • DOW JONES

    31.535,51
    +603,14 (+1,95%)
     
  • FTSE

    6.628,76
    +40,23 (+0,61%)
     
  • HANG SENG

    29.095,86
    -356,71 (-1,21%)
     
  • NIKKEI

    29.408,17
    -255,33 (-0,86%)
     
  • NASDAQ

    13.223,00
    -56,75 (-0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7839
    -0,0117 (-0,17%)
     

Terminal de exportação de minério na Austrália desocupa áreas antes de ciclone

·1 minuto de leitura

SYDNEY (Reuters) - Um sistema tropical de baixa pressão no Oceano Índico, na costa oeste da Austrália, deverá se transformar em um ciclone tropical, disse o departamento australiano de meteorologia, forçando o principal terminal de exportação de minério de ferro do país a retirar navios do porto.

A Autoridade Portuária de Pilbara disse em comunicado nesta quarta-feira que começou a liberar navios de grande porte ancorados em Port Hedland, o maior terminal de carga de minério de ferro do mundo, e que as embarcações foram orientadas deixar suas instalações por ora.

Port Hedland é utilizado por três das quatro maiores produtoras de minério de ferro da Austrália --BHP, Fortescue e Roy Hill. A Rio Tinto, maior produtora de minério de ferro do mundo, utiliza o porto de Dampier, também na região.

O Departamento de Meteorologia da Austrália (BoM, na sigla em inglês) disse que um ciclone de categoria 1 ou 2 pode atingir a costa de Pilbara possivelmente já na tarde de sexta-feira (horário local), causando fortes chuvas, vendavais e aumento no nível do mar.

Embora os ciclones de categoria 1 ou 2 estejam no patamar inferior da escala, eles ainda têm poder destrutivo suficiente para atrasar as operações portuárias e de mineração.

Além disso, a costa sudeste do país está se preparando para uma grande onda de calor no final de semana, com temperaturas que devem ultrapassar os 40 graus Celsius em muitos locais, fazendo com que as autoridades emitissem alertas de possíveis incêndios florestais.

(Reportagem de Renju Jose)