Mercado abrirá em 3 h 52 min

“Teria muita calma com todo tipo de experimento como esse”, diz especialista israelense sobre remédio para Covid-19

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
Health workers tend to Covid-19 patients an isolation ward at Ichilov  Medical Centre in Tel Aviv, on February 11, 2021. (Photo by JACK GUEZ / AFP) (Photo by JACK GUEZ/AFP via Getty Images)
Paciente com covid-19 é tratado no hospital Ichilov, em Tel Aviv (Photo by JACK GUEZ / AFP) (Foto: JACK GUEZ/AFP via Getty Images)

Na transmissão ao vivo da última quinta-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) revelou que vai conversar com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, sobre um remédio experimental para tratar a covid-19. A droga está sendo testada no país, mas os estudos ainda são preliminares.

Especialista em Saúde Pública do Instituto Weizmann de Ciência, Gabi Barbash atenta que é preciso tomar cuidado com a droga que está sendo estudada. “Eu teria muita calma com todo tipo de experimento como esse. É um estágio muito inicial, eles ainda não estão comparando o grupo que recebeu o remédio com um grupo de controle. Nós precisamos esperar um longo tempo para analisar esse tipo de iniciativa, eu tenho minhas dúvidas”, diz.

“Lá [em Israel] está sendo desenvolvido, em fase final, um remédio para curar a covid-19. Quando falei remédio lá atrás, levei pancada, entraram na pilha da vacina. O cara que entra na pilha só da vacina é um idiota útil, porque devemos ter varias opções. Para quem está contaminado, não adianta vacina”, disse erroneamente o presidente.

Leia também

A afirmação de Bolsonaro de que o estudo está “em fase final” não é verdadeira. Pesquisadores do hospital Ichilov, em Tel Aviv, testaram o medicamento EXO-CD24 em 30 pacientes com covid-19. Entre eles 29 apresentaram melhora rápida após inalarem o remédio. Eles estavam internados e, em dois dias, o quadro progrediu. Em cinco dias, os 29 tinham deixado o hospital.

Inicialmente, o professor Nadir Arbar, do Centro Integrado de Prevenção ao Câncer, desenvolveu a droga para ser usada no combate ao câncer. Agora, os estudos são para tentar aprovar o EXO-CD24 como sendo eficaz para tratar a covid-19.

Israel tenta ampliar os estudos para verificar se o medicamento realmente tem eficácia contra a doença causada pelo coronavírus.