Mercado fechado

Tereos eleva moagem de cana em 7,5% em 2019/20

.

SÃO PAULO (Reuters) - A Tereos Açúcar & Energia Brasil, uma das maiores empresas do setor de cana do país, aumentou a moagem na safra 2019/20 em 7,5%, para 18,8 milhões de toneladas de cana, em meio a um aumento na produtividade agrícola apesar de adversidades climáticas, informou a empresa nesta quarta-feira.

A empresa produziu 650 milhões de litros de etanol e 1,6 milhão de toneladas de açúcar na temporada, terminando o ciclo com um mix de cana de 60,2% para açúcar e 39,8% para etanol, disse em comunicado.

"Neste ano, ocorreu a variação climática mais dramática dos últimos 10 anos", comentou em nota o diretor da Região Brasil do Grupo Tereos, Jacyr Costa Filho.

Segundo ele, 2019 foi marcado por índices pluviométricos abaixo da média histórica da última década, geada e temperaturas acima da média no meio e no final da safra.

Os ganhos de produtividade, com aumento de 7% --acima da média do centro-sul--, ocorreram após investimentos em tecnologia na área agrícola para detectar as principais perdas de performance e fazer correções com mais agilidade, disse a empresa.

A Tereos, que possui sete unidades de processamento Brasil, também relatou melhoria nos indicadores industriais.

Considerando as cinco safras anteriores, as unidades da Tereos Açúcar apresentaram um aumento de 9% no chamado índice de eficiência geral dos equipamentos industriais (OEE).

"Nesta safra, começamos a colher os frutos de investimentos concluídos recentemente, caso, por exemplo, da nova caldeira da Unidade Cruz Alta, que aumentou a disponibilidade de energia cogerada, com maior eficiência ambiental", acrescentou Costa Filho.

A companhia também destacou o início das operações da parceria firmada com a VLI, companhia logística que integra ferrovias, terminais intermodais e portos, para o transporte de 1 milhão de toneladas de açúcar por ano.

O primeiro embarque no sistema da VLI aconteceu em junho.

A empresa ressaltou que está prevista para o início da próxima safra a entrega de dois armazéns de açúcar nos terminais de Guará e Tiplam, no Porto de Santos, também fruto do acordo entre as duas empresas.


(Por Roberto Samora)