Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,69
    -0,28 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.753,60
    +2,20 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    47.046,25
    -865,60 (-1,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.316,25
    -9,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2004
    +0,0156 (+0,25%)
     

Temporada de balanços traz ânimo para a Bolsa brasileira

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 09.05.2015 - Gráficos da Bolsa de Valores de São Paulo. (Foto: Diego Padgurschi/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 09.05.2015 - Gráficos da Bolsa de Valores de São Paulo. (Foto: Diego Padgurschi/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolsa de Valores brasileira subia 0,71% perto das 11h14, aos 125.500 pontos, com os investidores animados para a temporada de balanços corporativos no ambiente doméstico.

"Já é esperado um dia mais positivo por aqui. O detaque da semana fica para o ambiente corporativo, ou seja, tanto do lado dos números divulgados pelas companhias quanto pelo noticiário. Vemos, por exemplo, o Santander divulgando resultados e anunciando a troca do diretor-presidente. Tivemos números de Assaí (setor alimentício), que foram bastante positivos, acima do esperado. Espera-se um semestre bom para o setor de varejo, principalmente o básico. Vamos esperar os dados da Vale, que serão divulgados mais tarde", afirmou a especialista em ações da Clear Corretora, Pietra Guerra.

O volume negociado da sessão se aproximava dos R$ 7 bilhões. Entre as maiores altas estavam Weg (5,61%), depois de ter divulgado resultado bilionário no segundo trimestre, seguida por papéis da Americanas (2,49%) e CVC (2,01%).

No exterior, os índices americanos estavam mixos, com Dow Jones e S&P 500 caindo 0,28% e 0,08%, respectivamente, enquanto a Bolsa de tecnologia de Nova York Nasdaq subia 0,78%, puxada pelos balanços das bigtechs divulgados na véspera, com destaque para a Alphabet, dona do Google.

O dólar, por sua vez, caía 0,65% diante do bom humor nos mercados internacionais, cotado em R$ 5,1390.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos