Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.816,16
    +1.556,82 (+4,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Tempo para desacelerar estímulos pode estar próximo, diz autoridade do BC britânico

·1 minuto de leitura
Banco da Inglaterra em Londres

Por David Milliken e William Schomberg

LONDRES (Reuters) - O banco central da Inglaterra pode interromper suas compras de títulos do governo mais cedo devido a um salto inesperado da inflação, informou a autoridade do banco central Michael Saunders, segunda do alto escalão a sinalizar em dois dias um possível controle do estímulo.

Depois que o vice-presidente Dave Ramsden disse na quarta-feira que o tempo para a ação pode estar se aproximando, Saunders afirmou nesta quinta-feira que as compras contínuas de títulos no final deste ano - quando a inflação poderá ultrapassar 3% - ameaçam consolidar as expectativas de inflação mais alta.

A inflação de preços ao consumidor na Inglaterra saltou para 2,5% em maio - bem acima da meta de 2% do banco central - e a criação de empregos em junho foi a mais forte desde o início da pandemia, impulsionando o crescimento dos salários ao maior patamar já registrado, embora com distorções relacionadas à situação causada pela Covid-19.

"Para mim, a questão de restringir nosso atual programa de compra de ativos mais cedo estará sob consideração em nossas próximas reuniões", disse Saunders em discurso.

O Banco da Inglaterra anunciará o resultado de sua próxima reunião de política monetária e publicar novas previsões em 5 de agosto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos