Mercado abrirá em 5 h 46 min

Tempo para abrir empresa segue em aceleração, mas fechamentos crescem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O tempo gasto para a abertura de empresas no país segue em queda, de acordo com os dados do Ministério da Economia.

Acelerado com a digitalização da pandemia, o ritmo chegou a 23 horas em média no segundo quadrimestre deste ano. É uma economia de 17 horas em relação ao quadrimestre anterior, conforme os dados do governo, que atribui o movimento a melhorias regulatórias.

Em 2019, girava em torno de quatro dias e dez horas.

A quantidade de aberturas de empresas, porém, deu sinais de desaceleração neste quadrimestre e veio acompanhada de um aumento no fechamento de negócios.

O número de aberturas ficou em torno de 1,4 milhão, que representa um crescimento de 2% em relação ao período anterior, mas uma queda de 3% na comparação com o mesmo quadrimestre de 2021.

Já os fechamentos chegaram a 600 mil entre maio e agosto. É cerca de 10% maior do que o registrado no quadrimestre anterior e quase 25% superior ao patamar do mesmo período no ano passado.