Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,51
    +0,22 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.775,00
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    40.322,89
    -3.365,79 (-7,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.016,33
    -47,52 (-4,47%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    6.980,98
    +77,07 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    14.992,75
    -16,75 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1802
    -0,0645 (-1,03%)
     

Temperatura sobe em São Paulo até a chegada de nova onda de frio na próxima semana

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O paulistano vai ganhar a partir deste sábado (24) um refresco em relação aos dias frios que assolaram a capital paulista na última semana. As baixas temperaturas que atingiram a casa dos 5,4°C na última terça-feira (20), agora devem voltar a subir. Os termômetros, contudo, voltam a cair e uma nova onda de frio está prevista a partir da próxima quarta-feira (28).

No sábado (24), a expectativa é de que o dia seja ensolarado, seco e os termômetros atinjam a máxima dos 26°C. As madrugadas, contudo, ainda serão frias e as mínimas podem chegar a casa dos 10°C. No domingo (27) a máxima será de 27°C e a mínima de 11°C, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

"A gente vai ter uma acentuada redução da umidade do ar nos próximos dias. A massa de ar frio que passou perdeu força, mas a característica dessa massa continua atuando. É um ar muito seco e com a falta de nuvens, o sol brilha forte e o que temos é o aquecimento e o ressecamento desse ar. Até a próxima terça-feira [27], os dias terão predomínio de sol, tempo seco e temperatura em elevação", explica Thomaz Garcia, meteorologista do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da Prefeitura de São Paulo. A umidade relativa do ar tem a mínima prevista de 25% tanto para o sábado quanto para o domingo.

As temperaturas mais elevadas, contudo, devem durar pouco. Uma frente fria chega ao sul do estado na própria terça já promovendo chuvas no litoral e Vale do Ribeira e avança já na madrugada de quarta-feira (28) sobre a capital com pancadas de chuva e declínio acentuado de temperaturas.

A massa de ar polar associada a essa frente fria tem potencial de promover as mínimas temperaturas do ano e geadas em grande parte do estado entre a sexta-feira (30) e o próximo fim de semana.

"Isso deve acontecer porque uma outra onda de frio de origem polar, a terceira desse inverno, irá adentrar a América do Sul pelo centro norte argentino, situação meteorológica que favorecerá novamente o frio intenso e por mais dias consecutivos", explica Garcia.

A previsão dos institutos de meteorologia é de que tanto o final do mês de julho como o início de agosto será de baixas temperaturas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos