Mercado fechará em 1 h 33 min
  • BOVESPA

    108.604,79
    +667,68 (+0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,57
    -424,02 (-0,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,00
    +1,69 (+2,03%)
     
  • OURO

    1.848,10
    +6,40 (+0,35%)
     
  • BTC-USD

    37.373,81
    +2.810,46 (+8,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    847,71
    +27,12 (+3,31%)
     
  • S&P500

    4.338,53
    -71,60 (-1,62%)
     
  • DOW JONES

    34.089,45
    -275,05 (-0,80%)
     
  • FTSE

    7.371,46
    +74,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.058,00
    -443,00 (-3,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1656
    -0,0631 (-1,01%)
     

Temores sobre Ômicron derrubam ações europeias após reuniões de BCs

·1 min de leitura
Bolsa de Frankfurt

Por Anisha Sircar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações de bancos e empresas de luxo lideraram perdas nesta sexta-feira, deixando as ações europeias no vermelho no acumulado da semana após sinais mais "hawkish", ou duros com a inflação, de uma série de grandes bancos centrais, em meio ainda a preocupações crescentes sobre o impacto econômico da variante Ômicron do coronavírus.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,56%, a 473,90 pontos, depois de saltar na quinta-feira, quando o Banco Central Europeu (BCE) reduziu ligeiramente o estímulo emergencial, mas prometeu continuar a apoiar a economia.

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) subiu inesperadamente os juros na quinta-feira, um dia após o Federal Reserve sinalizar planos de aumentar as taxas já em 2022.

Com os mercados ainda digerindo a decisão do BCE, os bancos caíram, com os rendimentos dos títulos da zona do euro também em declínio.

O STOXX 600 perdeu 0,3% na semana e agora está mais de 3% abaixo de picos recordes registrados em novembro.

Em meio a temores sobre a variante Ômicron do coronavírus, alguns países europeus se preparavam para impor mais restrições a viagens, entre outras medidas, nesta sexta-feira.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,13%, a 7.269,92 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,67%, a 15.531,69 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,12%, a 6.926,63 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,64%, a 26.611,41 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,82%, a 8.311,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,14%, a 5.439,93 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos